Cidadeverde.com
Esporte

Antes de decisão, reservas do Inter batem Atlético-MG no Horto

Imprimir

O Internacional venceu o Atlético-MG por 3 a 1, neste domingo (15), no estádio Independência, em Belo Horizonte (MG), na rodada de fechamento do primeiro turno do Campeonato Brasileiro. 

Foto: Ricardo Duarte/Internacional

Mesmo jogando com o time reserva, por causa da final da Copa do Brasil, contra o Athletico Paranaense, o Colorado fez uma partida muito boa diante de um rival que não se encontrou em campo.

Willian Pottker foi o destaque do jogo, balançando as redes por duas vezes. Neílton foi o autor do outro gol. Bruninho fez o gol de honra do Atlético, já no final da partida.

Com o resultado, o Internacional foi aos 33 pontos e está a nove do líder Flamengo. Além do triunfo, o Colorado aumenta a confiança por uma vitória na próxima quarta-feira (18) que o permita voltar a levantar a Copa do Brasil após quase 30 anos. 

Por outro lado, o Atlético chega à sua quinta derrota seguida no Brasileiro, estaciona nos 27 pontos e vai com a crista baixa para enfrentar o Colón, na próxima quinta-feira, pela semifinal da Copa Sul-Americana.

As equipes adotaram uma postura bastante semelhante no início do jogo. O sol quente, na casa dos 26º, fez com que ambas priorizassem a posse de bola e buscassem o gol rápido, a fim de evitar um desgaste maior no decorrer do jogo. 

Tamanho equilíbrio foi registrado também na posse de bola, com 50% para cada lado no fim do primeiro tempo.
O time da casa não deixou de atacar, mas mostrou fraco repertório para tentar chegar ao gol de Danilo Fernandes. A cabeçada de Bruninho, ainda nos primeiros minutos, foi o que de melhor o Galo fez na primeira etapa.

Inoperante pelo meio, com partida ruim de Vinícius, a equipe voltou a explorar as ações pelos lados, mas os cruzamentos sequer iam de encontro a Ricardo Oliveira dentro da área. Defensivamente, deu espaços demais ao Colorado e acabou castigado com uma falha coletiva dos seus próprios jogadores.

Apesar de estar com o time reserva, o Internacional mostrou entrosamento interessante dos seus jogadores, principalmente com Neílton, Parede e Pottker. Sem se intimidar, a equipe se impôs e atrapalhou muito a organização do Atlético.

Com variações de posições e jogadas, criou boas ações de perigo dentro da área alvinegra. Contou com a sorte na bola mal afastada de Réver e no efeito impressionante da cabeçada de Pottker, no lance do primeiro gol, mas foi merecedor da vantagem no primeiro tempo.

O segundo tempo começou tão intenso quando o primeiro. Precisando do resultado, Rodrigo Santana abriu mão de um volante e colocou o Atlético para frente. Mas a mexida gerou mais buracos para o Inter explorar.

Em um contra-ataque mortal, Sóbis encontrou Neílton dentro da área para fazer o segundo. Pouco tempo depois, novamente pelos lados, Pottker deu um drible desconcertante em Réver e tocou na saída do goleiro. 

Apesar do passeio ofensivo, o goleiro Danilo Fernandes também merece menção honrosa ao fazer dois milagres em praticamente um minuto, impedindo uma possível reação mineira quando o jogo ainda estava 2 a 0. Já no final da partida, Bruninho aproveitou a sobra dentro da área e fez o gol de honra do Galo.

Com a vitória, o Inter evitou sua pior campanha como visitante no primeiro turno desde que os pontos corridos são disputados com 20 equipes. Em 2008, o time somou apenas seis pontos.

Com esse triunfo, o Colorado terminou a primeira parte do campeonato com duas vitórias, um empate e seis derrotas, somando sete pontos longe de Porto Alegre.

Fonte: UOL/FOLHAPRESS

Imprimir