Cidadeverde.com
Esporte

O Athlético Paranaense é modelo de administração esportiva

Imprimir

O Clube Athlético Paranaense é mesmo um modelo de administração esportiva no futebol brasileiro. A partir de 1995 houve uma reformulação na agremiação, sob o comando do Presidente Mário Celso Petráglia. 

Créditos: Miguel Locatelli/Site Oficial

Realizado um plenajamento extraordinário, os dirigentes passaram à prática. Foi construido o Centro de Treinamento do Caju, de alto padrão em nível nacional. Foi construido o Estádio, mais tarde transformado na Arena da Baixada. Está entre os melhores  do Brasil.

O trabalho de base passou a ter uma atenção especial. Montada a estrutura para receber e manter os jovens, a equipe técnica passou a descobrir valores no Estado do Paraná e em outras partes do Brasil. 

Os resultados têm sido extraordinários. Desde 2013 o Athlético participa do Campeonto Paranaense da Primeira Divisão com a equipe sub-23, dando oportunidades aos garotos, que logo chegam ao time principal e ainda assim ganhou títulos. O atual técnico campeão da Copa do Brasil, Tiago Nunes, trabalhava na base.

Em nível nacional e internacional, o rubro-negro paranaense foi subindo no ranking. Em 2001 ganhou o título do Campeonato Brasileiro. Em 2005 decidiu a Libertadores da América com o São Paulo, ficando com o vice. Em 2018 conquistou o título da Copa Sul-Americana. Agora levantou a Taça da Copa do Brasil, ao vencer o Internacional em Curitiba e em Porto Alegre.

Está aí um belo caminho para ser seguido por dirigentes que realmente tenham interesse voltado para suas respectivas agremiações e não para interesses pessoais, políticos e financeiros. 

Seria um imenso prazer termos clubes bem administrados no futebol piauiense. Infelizmente os patrimônios imensos construidos por dirigentes de outras épocas, foram vendidos.

Dídimo de Castro
didimodecastro@cidadeverde.com

Imprimir