Cidadeverde.com
Viver Bem

Esclerose múltipla: doença ainda desconhecida pela população

Imprimir

Foto: Facebook Claudia Rodrigues

A atriz Cláudia Rodrigues foi internada, mais uma vez, na semana passada, por conta de seu tratamento de esclerose múltipla - ela recebeu alta no último sábado (19). A doença a acompanha há mais de 10 anos. Entretanto, seu quadro vem piorando nos últimos tempos. Afinal a degeneração do cérebro acontece ano a ano.

Assim como muitos pacientes, ela descobriu tardiamente a doença. Levantamento da Associação Brasileira de Esclerose Múltipla (Abem) avalia que aproximadamente 35 mil brasileiros convivem com o problema atualmente. A doença ataca o cérebro, medula espinhal e nervos ópticos. Crônica, causa problemas visuais, fraqueza muscular e dificuldade nos movimentos.

Diagnóstico

A maior parte dos casos acontece entre os 20 e 40 anos. Como não há cura nem prevenção, o diagnóstico cedo é a melhor forma de se cuidar

Entre os principais sintomas estão: fadiga intensa, fraqueza muscular, problemas na coordenação motora e visão, além das dores articulares. O diagnóstico é feito pelo médico, mas há exames de laboratório que ajudam na identificação do problema e no monitoramento da evolução.

A doença pode ser classificada de três formas. A maioria dos casos é remitente recorrente, onde os casos intercalam com fases de recuperação. Existem ainda os tipos secundário progressivo e primário progressivo, ambos sem período de melhora.

 

Fonte: Estadão Conteúdo

 

Imprimir