Cidadeverde.com
Esporte

Com voto do Piauí, diretoria da CBJ é reeleita para 3º mandato

Imprimir
A eleição que prometia ser disputada foi vencida pelo atual presidente até com certa facilidade. Ao invés de 14 a 13, como cantava a oposição, Paulo Wanderley Teixeira venceu as eleições da Confederação Brasileira de Judô - CBJ - com 17 votos de 27 federações. A assembléia geral foi realizada nesta quinta-feira (15) no Rio de Janeiro, e garantiu o terceiro mandato do dirigente capixaba.
 
O Piauí, que tem o presidente da Federação, Danys Queiroz, como um dos braços direitos de Paulo, manteve seu voto como nos anos anteriores. Na regional, no entanto, o presidente saiu derrotado, tendo apenas os votos do Piauí e Maranhão - Amapá, Ceará e Pará foram contrários. A situação teve ainda os votos de Pernambuco, Goiás, Espírito Santo, Distrito Federal, Rio Grande do Sul, Rio Grande do Norte, Rio de Janeiro, Mato Grosso do Sul, Bahia, Roraima, Rondônia, Minas Gerais, Santa Catarina, Mato Grosso e Tocantins.
 
Paulo venceu a chapa de oposição encabeçada pelo presidente da Federação Paulista de Judô, Francisco Carvalho Filho. Entre os desafios do presidente reeleito estão a ampliação dos núcleos do esporte em todo o país, a manutenção do projeto de descentralização da modalidade, e atender aos interesses dos grandes centros.
 
Tags:
Imprimir