Cidadeverde.com
Geral

IBGE se reúne com governo e prefeitura para tratar do Censo 2020

Imprimir

Foto: Ascom / IBGE

 

 A primeira Reunião de Planejamento e Acompanhamento do Censo 2020 (REPAC) do município de Teresina foi realizada nesta quinta-feira (21), na sede do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) na capital piauiense. Representantes de diversas instituições públicas estiveram presentes no evento, que teve como objetivo dar transparência aos processos envolvidos na operação censitária e buscar apoio para viabilizar o Censo.

Na ocasião, o chefe da Unidade Estadual do IBGE no Piauí, Leonardo Passos, apresentou toda a dinâmica de realização do Censo e enfatizou a importância dos dados obtidos para o setor público e também para o setor privado. Os participantes tiraram dúvidas e sugeriram ideias sobre como podem auxiliar o IBGE na logística e na divulgação do recenseamento.

 “Forte cooperação” é o que espera o coordenador da Receita da Prefeitura de Teresina, Alexandre Castelo Branco, para garantir a excelência da operação censitária. “É extremamente relevante a participação de todas as instituições e a adesão da população, e a Prefeitura vai procurar estar junto ao IBGE neste processo”, frisa Castelo Branco. A Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Piauí (OAB – PI) também esteve presente, por meio de membro da Comissão de Relações Institucionais, Omar Alvanez, que destacou a importância de fortalecer as parcerias entre as organizações. “No que depender da OAB, estaremos disponíveis para fazermos essa ajuda entre as instituições”,  afirma Alvanez.

Também participaram da primeira REPAC de Teresina, representantes da Fundação Municipal de Saúde (FMS), de secretarias municipais, da Associação Piauiense de Municípios (APPM) e professores das universidades Federal e Estadual do Piauí.

As Reuniões de Planejamento e Acompanhamento do Censo 2020 (REPACs), irão ocorrer em todos os municípios brasileiros, num total de quatro, sendo duas reuniões antes do Censo, uma durante e outra após a coleta. Com a REPAC de Teresina, o Piauí contabiliza 224 municípios que já realizaram a primeira reunião. “O foco é justamente mobilizar os órgãos e as lideranças municipais, para que eles possam nos auxiliar de alguma forma, e também para mostrar o que estamos fazendo, para que o Censo ocorra de modo satisfatório”, ressalta o coordenador das REPACs no Piauí, André Freitas.

Em encontro realizado com o IBGE no início de novembro, o governador do Piauí, Wellington Dias, se dispôs a auxiliar com infraestrutura, oferecendo espaços em imóveis públicos, acesso à internet e segurança policial em locais nos quais possa ser necessário. Também se mostrou disponível para divulgar a operação censitária por meio da Coordenadoria de Comunicação Social. Por sua vez, em encontro realizado com o IBGE, o prefeito de Teresina, Firmino Filho, declarou que “a prefeitura está de portas abertas para apoiar o IBGE na infraestrutura que nós, porventura, pudermos colocar à disposição”.

A Associação Piauiense de Municípios (APPM) e a Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Piauí (OAB/PI) receberam visitas de servidores do IBGE, nas quais foi feito o convite para que participassem das REPACs de Teresina. Nas ocasiões, ambas as instituições ressaltaram a importância do Censo para a sociedade e se dispuseram a ajudar na realização da pesquisa.

Da Redação
[email protected]

Imprimir