Cidadeverde.com
Esporte

O futebol de Teresina precisa com urgência de um 3º estádio

Imprimir

O principal estádio de Teresina é o Albertão, inaugurado em 1973, mas submetido a longos períodos de abandono ao longo dos anos. 

Foto - Eduardo Frota Pereira - Cidadeverde.com - Albertão - Arquivo

Os estragos são grandes em todos os setores internos, chegando ao ponto de ter sua capacidade limitada em 15 mil pessoas, quando o normal seria de 45 a 50 mil. 

Perdurando a situação atual, temos dúvidas sobre até quando poderá receber jogos de futebol. Além de tudo, acabaram com as as áreas de estacionamento.

O Estádio Lindolfo Monteiro é a segunda opção. Se forem realizadas as obras que estão nor planos da Prefeitura de Teresina, conforme declarou o titular da Semel, poderá ficar fora de uso por alguns meses, a menos que os trabalhos sejam realizados por etapas, preservando alguns setores para público e jogos.

Na temporada de 2020, assim como já tivemos em jornadas anteriores, o nosso futebol estará envolvido em competições como Campeonato Piauiense, Copa do Nordeste, Copa do Brasil e Série D do Campeonato Brasileiro, para citar apenas as mais importantes. 

Isso mesmo, porque ainda temos um expressivo número de competições das equipes de base no calendário da Federação Piauiense e do futebol feminino, além dos eventos da Semel.

Como faz falta o "legado da Copa de 2014" que a CBF e a FIFA prometerem para o futebol piauiense. O Estádio Coronel Canuto Tupy Caldas, no CFAP, poderia ser uma ótima terceira opção, mas nunca passou de um campo. Não há a estrutura de estádio para sediar torneios e campeonatos. River, Flamengo e Piauí não têm estádios. Todos ficaram nas promessas.

Qual o caminho a seguir ? Com a palavra os nossos dirigentes do futebol.

Dídimo de Castro
[email protected]

Imprimir