Cidadeverde.com
Política

Governador vai reunir base em busca de diálogo para evitar racha

Imprimir

Foto: RobertaAline/CidadeVerde.com

O governador Wellington Dias (PT) afirmou nesta segunda-feira (6) que irá se reunir com os partidos da base aliada para discutir as pré-candidaturas lançadas até o momento. Com uma base aliada robusta, Wellington trabalha para evitar que as disputas pela prefeitura de Teresina possam resultar em um racha na base.

As conversas também passarão pelos demais municípios em que a base terá mais de um candidato. Em algumas cidades do interior, a base aliada chegou a ter três candidatos no pleito de 2016 e isso gerou conflitos entre os aliados. 

"Temos hoje candidaturas postas . No nossos campo, tem o Fábio Abreu, o Fábio Novo, Dr. Pessoa e o Georgiano. Há um conjunto de candidatos colocados como o próprio senador João Vicente Claudino, mas tudo isso com o diálogo. O que quero agora é dialogar com os partidos para termos uma definição por parte dos partidos que conduzem", afirmou.

Wellington Dias afirma ser preciso também uma definição com relação aos secretários que pretendem deixar as pastas para serem candidatos. 

“Entramos no ano de 2020, mas ainda não fiz nenhuma agenda neste sentido. Devo, nos próximos dias, ouvir as lideranças, mas vamos trabalhar com o mapa da política, principalmente, a partir de abril, quando temos a definição de quem se afasta e de quem permanece em áreas de governo ou outras áreas que necessitam de afastamento para que possamos nos posicionar em cada município”, afirmou.

Sobre a possibilidade de candidatura única da base, o governador evitou fazer uma defesa mais clara, após repercussão da última declaração dada sobre o assunto.  "São os partidos que definem", se limitou a afirmar. 

 

Lídia Brito
[email protected]

Imprimir