Cidadeverde.com
Economia

Antecipação do IPVA faz sistema cair e tempo de espera no Detran chega a 3 horas

Imprimir

Fotos: Roberta Aline/ Cidadeverde.com

A antecipação do IPVA no Piauí tem gerado filas ainda maiores nos postos do  Departamento Estadual de Trânsito (Detran). O Cidadeverde.com apurou que, no posto central, situado na zona Sul de Teresina, o tempo médio de espera é de no minímo 3 horas. O diretor-geral do Detran-PI, Arão Lobão, explica que a demanda de pagamentos em janeiro tem sobrecarregado o sistema.

"Em razão da antecipação do IPVA houve intensidade de pagamentos que eram diluídos durante o ano. Com isso houve uma demanda no sistema. Isso está sendo tratado com a ATI que é a responsável pela manuntenção dos órgãos públicos no Piauí e junto com o pessoal de tecnologia do Detran, estamos procurando dar mais celeridade e viabilidade a execução dos serviços", explica Arão Lobão. 

Fotos: Roberta Aline/ Cidadeverde.com

 

Há 40 dias, um posto do Detran na zona Norte de Teresina foi fechado, o que teria contribuido também para o aumento da demanda nos demais postos. O diretor-geral do órgão disse que os atendimentos do posto foram direcionados para o espaço Cidadão do shopping Rio Poty. 

Fotos: Roberta Aline/ Cidadeverde.com

 

"Estamos estudando também a viabilidade de um outro espaço para justificar o fluxo de atendimento para prestar o serrviço. Aquele local não estava dando condições de prestar um serviço com qualidade", justificou Lobão. 

Fotos: Roberta Aline/ Cidadeverde.com

O comerciante Diego Veras chegou ao posto central às 6h, desta terça-feira (21), e às 11h ainda não havia conseguido pegar o documento.

"Vim aqui na sexta e não consegui pegar meu documento. Eles exigem que todo mundo têm que pagar o IPVA em janeiro, mas não dão capacidade. Na semana passada disseram que o aparelho que imprime o documento estava quebrada. Ontem alegaram que faltou cédulas e hoje é o sistema. Cheguei às 6h para entrar na filha e já são 11h18", disse o comerciante. 

O operador de telemarketing Gleison Pereira reclama ainda na demora no atendimento. 

"Cheguei às 8h e são 11h. De lá até aqui foram chamadas só 25 senhas e olha que são 13 guichês. A gente vê que tem gente que chegou depois e já foi atendido. Estou aqui para pegar o documento do veículo. Essa história que está fora do ar é só conversa, pois tem gente que chega depois e sai com documento. Há muita divergência de informação e tudo é pago", disse Gleison Pereira, operador de telemarketing.

 

Graciane Sousa
[email protected]

Imprimir