Cidadeverde.com
Geral

Um dos homens mais procurados do Pará é preso em Teresina em bloco de Carnaval

Imprimir

Foto: Divulgação Polícia do Pará

Um dos suspeitos mais procurados no Pará, de acordo com a Polícia, foi preso enquanto saía de um bloco de Carnaval, na zona Leste de Teresina. Segundo o major Audivam Nunes,  comandante Força Tarefa de Segurança do Piauí, ele seria líder de uma organização criminosa na cidade de Breu Branco (PA) que ordenaria homicídios, tráfico de drogas e roubos contra instituições financeiras. 

"Após informações repassadas pela Inteligência do Pará conseguimos prendê-lo quando saía desse show. Foram repassadas todas as informações sobre ele e a Inteligência da polícia do Piauí juntamente com o Bope fez a prisão. Ele ainda tentou reagir, mas foi contido. É um indivíduo perigoso e líder de uma organização criminosa", explica o major.

A prisão de Edvan da Conceição Rodrigues, vulgo Codó, ocorreu na noite desse domingo (16). A Polícia informou que ele é suspeito de participar da facção do Comando Vermelho. 

A Polícia de Tucurui, no Pará, divulgou um cartaz pedindo ajuda da população para a prisão do suspeito. O cartaz divulgava telefones para denúncia. 

O Cidadeverde.com entrou em contato com a delegacia de Tucuruí- PA que confirmou apenas que Codó estava sendo procurado há pelo menos dois anos. 

Suspeito de assalto a avião

A Polícia Civil do Pará informou ao portal Cidade verde.com que Edvan Rodrigues é suspeito de participar de um assalto a avião em dezembro de 2018 no aeroporto de Tucuruí.

Um grupo armado assaltou uma aeronave a serviço da transportadora de valores Prosegur. A aeronave estava pousando no aeroporto da cidade de Tucuruí, a cerca de 450 km do Belém, na região sudeste do Pará.

"O Codó participou do assalto ao avião e deu apoio logístico para a quadrilha no dia do crime", disse o superintendente da Polícia Civil Lago do Tucuruí, Rommel Felipe Oliveira de Sousa.

Ele informou que Codó tem três mandados de prisão por tráfico de droga, associação ao tráfico, homicídio e roubo. 

"Ele era o dono do município de Breu Branco. Ele é da cidade de Codó (MA) e veio para Breu Branco assumir o tráfico de drogas e aqui ele é o terceiro líder na linha de comando. É uma pessoa perigosíssima, tem vários homicídios", disse  Rommel Sousa. 

O superintendente informou ainda Codó é suspeito de ir pessoalmente executar os desafetos.

"Ele executava e fazia vídeos. Uma das gravações, o Codó atira na mão de um rapaz que estaria roubando sem autorização da quadrilha. Ele é integrante do Comando Vermelho e um dos líderes do CV, o Nariz de Bruxa, foi solto e no mesmo período Codó desapareceu. Acreditamos que eles estavam juntos planejando outros crimes", disse Rommel Sousa.  

O superintende elogiou a atuação do setor da Inteligência da Secretaria de Segurança do Piauí e agradeceu os policiais civis e militares do estado que atuaram na ação. 


Graciane Sousa e Yala Sena
[email protected]

Imprimir