Cidadeverde.com
Política

Presidente nacional do Incra participa do Festival da Uva

Imprimir
O presidente nacional do Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária) Rols Rackbarf afirmou hoje (30) que ficou impressionado com a viabilidade econômica do Piauí. Segundo Rols, o Assentamento Marrecas, primeiro do Movimento Sem Terra que foi registrado pelo Incra e responsável pela vinicultura piauiense, tem mercado e lucro.
 
Superintendente do Incra no Piauí, Evandro Cardoso, e o Presidente Rols Rackbarf

Rols veio ao Piauí para acompanhar a abertura do 1° Festival da Uva de São João do Piauí e falou sobre a condição agrária no Estado no país. “São 30 mil famílias, organizadas em 455 assentamentos e ocupando 1.200.00 hectares de terras”. De acordo com o presidente, 20 mil dessas famílias foram assentadas de 2003 para cá.

“O Incra trabalha no sentido de desenvolver esses assentamentos, em parceria com a Embrapa e a Codevasf, viabilizando verbas parcerias”, afirmou Rols. No Brasil todo, são 520 famílias assentadas em 43 milhões de hectares.

Na avaliação do presidente, a sociedade brasileira busca desenvolver o país de forma sustentável e um exemplo está na cidade-sede do Festival da Uva. “O mais interessante é que a região se beneficia muito com uma área pequena. Não se precisa de muita terra para gerar renda e há muito mais vantagem na exploração do perfil fruticultor do que em outros tipos de plantio”, finaliza, acrescentando que o Incra dispões de um programa de assistência técnica aos assentados, em conjunto com o Governo e a movimentos sociais, visando a uma melhor organização da produção.

 

Naruna Brito
Especial para o Cidadeverde.com
[email protected]

Tags:
Imprimir