Cidadeverde.com
Geral

Cepisa usará R$ 2,3 mi para evitar desperdício no Piauí

Imprimir

Depois da proposta de pedir doações de R$ 1,00 de cada cidadão para ajudar a pagar contas de energia de hospitais municipais, a Cepisa está lançando o programa de eficientização energética.

A empresa tem R$ 2,3 milhões para aplicar inicialmente com 3.500 famílias para evitar o desperdício de energia. A companhia vai trocar a instalação elétrica, as borrachas das geladeiras, as lâmpadas incandescentes por florescentes para diminuir o desperdício de energia.

Esse programa tem objetiva educar os consumidores sobre como deve ser o consumo de energia. Segundo dados da Cepisa, 25% da energia consumida no Piauí é desperdiçada.

Esse programa vai atingir 2.800 pessoas na capital sendo 1.000 só no parque Brasil e o restante em cinco municípios já pré-selecionados: Miguel Alves, Água Branca, Uruçui, Pedro II e São Raimundo Nonato.

Segundo o presidente, Flavio Decat, o objetivo desse programa é ajudar as famílias a ficarem adimplentes com a companhia e também reduzir suas contas de energia para acabar com os cortes e a inadimplência.

PARQUE BRASIL
Com a implantação desse programa no Parque Brasil II, zona Norte de Teresina, 2.000 mil famílias já foram visitadas. 50 delas compareceram a unidade móvel da Cepisa instalada na associação de moradores e pelo menos metade já parcelaram suas contas e estão selecionadas para receber os benefícios do programa.

Quarenta casas já tiveram suas instalações trocadas, como também as lâmpadas e as borrachas de geladeira. Flavio Decat afirmou ainda que os investimentos de R$ 634 milhões que a Cepisa está recebendo é histórico, pois suas verbas eram inferiores a R$ 100 milhões.

“Quando recebemos a Cepisa ela estava praticamente falida, com receita baixa e inadimplência alta. Começamos por melhorar a qualidade no atendimento. Agora agrupando uma força de gestão com poder financeiro que a Eletrobrás está investindo vamos melhorar a capacidade técnica que é nossa meta”, garantiu Flávio Decat.


 
Flash de Caroline Oliveira (direto do Parque Brasil)
Redação de Conceição Santos
[email protected]
Tags:
Imprimir