Cidadeverde.com
Geral

Júri condena voluntário do PI a 4 anos de prisão

Imprimir
Foto: Raul Machado

Carlos Henrique Perpétuo Braga - Juiz presidente do I Tribunal
do Júri de Belo Horizonte
 
O Tribunal do Júri de Belo Horizonte condenou ontem à noite o coordenador da Fundação da Paz, em Teresina, Célio Luis Barbosa, a quatro anos de prisão em regime aberto.
 
Célio Barbosa foi julgado em Minas Gerais por tentativa de homicídio, crime ocorrido há 16 anos, durante briga em um bar. O coordenador é voluntário na Fundação, tem um trabalho reconhecido na recuperação de drogados e é bastante respeitado pelas autoridades em Teresina.
 
Ontem, o prefeito Sílvio Mendes (PSDB) esteve pessoalmente acompanhando o julgamento e foi testemunha a favor de Célio Barbosa. O prefeito levou também uma carta do  arcebispo Dom Miguel Câmara e do padre Pedro Balzi, da paróquia da Vila da Paz.

 Foto: Piripiri40graus

Célio Luís Barbosa

 

O julgamento começou às 13 horas e foi encerrado às 10h10min da noite. O juiz que presidiu o julgamento foi Carlos Henrique Perpetuo Braga.

A escrivã do Tribunal do Júri, Mônica Ribeiro Martins Pereira informou que o juiz determinou que Célio Barbosa terá que se apresentar nos finais de semana na Casa de Albergado. A decisão é de Belo Horizonte, mas o coordenador da Fundação da Paz poderá cumprir a pena em Teresina.

Flash Yala Sena
yalasena@cidadeverde.com

Tags:
Imprimir