Cidadeverde.com
Geral

Comerciante é assaltado 17 vezes em um ano no Piauí

Imprimir

Um comerciante, Gil Resende, dono da Panificadora Gil, nos Três Andares, zona Sul, pediu voz durante a reunião que acontece com o secretário de Segurança, Robert Rios e a cúpula da Segurança e disse que foi assaltado 17 vezes em apenas um ano.

Ele pediu o retorno do Box da policia que havia próximo ao seu comercio e depois que tirou seu comercio passou a ser alvo dos bandidos. Mas, o secretário disse que é contra, esse tipo de policiamento. Robert Rios sugeriu que o empresário fosse até o Tribunal de Justiça se opor oficialmente contra o mutirão carcerário.
 

O secretário comunicou, durante reunião com os lojistas, que vai intensificar o policiamento nos corredores comerciais, principalmente do Grande Dirceu, zona Sudeste de Teresina, por não ter como colocar um policial em cada loja.

Robert também criticou a Justiça, sobre ter “um discurso falso quando diz que não tem local para colocar presos”.

Do encontro participam o delegado Geral, James Guerra, o comandante da PM, Coronel Francisco Prado, de representante da OAB, o advogado Lúcio Tadeu, além de proprietário de postos de combustíveis, de supermercados, de casas lotéricas, farmácias e um comerciante de Altos.

Robert Rios apresentou alguns números da criminalidade para os comerciantes. De Dezembro a Janeiro, 92 pessoas foram soltos, destes 37 homicidas e 47 ladrões. Segundo o secretário, o mutirão carcerário soltou 229 presos e a polícia prendeu 223 pessoas.

Ele informou ainda que 90% dos assaltos são para roubarem menos de R$ 100,00, feitos por assaltantes amadores. 


Flash de Yala Sena (direto da Segurança)
Redação Caroline Oliveira
[email protected]

Tags:
Imprimir