Cidadeverde.com
Últimas

Suspeito de chefiar facção no Ceará é preso em Teresina

Imprimir

Uma operação da Polícia Civil do Ceará em parceria com o Greco, do Piauí, prendeu na terça-feira (7), em Teresina, um homem identificado como Cilas. Ele é suspeito de chefiar uma organização criminosa do sudeste do país com forte atuação na região da grande Fortaleza. Cilas vivia com a família em um apartamento no bairro Uruguai na capital do estado. Ele já foi recambiado ao Ceará.

“O Cilas é conhecido aqui no Ceará como "Mago". Ele é o chefe de uma organização criminosa carioca que tem forte atuação aqui no Ceará, sobretudo no município de Caucaia, na região metropolitana de Fortaleza”, disse o delegado adjunto da Draco (CE), Allison Gomes.

Segundo ele, “Mago” é foragido desde 2016 e para escapar do cerco da polícia cearense passou a viver com a esposa, os filhos e um amigo em Teresina. 

“Como ele era bastante procurado aqui no Ceará, ele foi para Teresina para se esconder, para sair do raio da polícia de Ceará. As nossas investigações apontavam que desde 2016 ele se escondia na região de matagal na Caucaia, onde ele tem absoluto domínio e foi por isso que passou tanto tempo foragido. Mais recente, nós obtivemos a informação de que ele estaria em Teresina e com apoio da Polícia do Piauí, através do Greco, nós conseguimos confirmar esse endereço e partimos para Teresina com o objetivo de fazer a captura dele. Fizemos isso na terça-feira”, destacou.

O delegado declarou ainda que não há indício de cometimento de crimes no Piauí por parte do suspeito.

“Ele estava em um apartamento bom. Não saia do apartamento. Ele estava residindo com a esposa, dois filhos e um amigo, que ajudava a cuidar dos filhos. Ele se mantinha de forma totalmente discreta”, afirmou.

Ainda de acordo com a polícia, as investigações apontam que Silas ordenada homicídios no Ceará e comandava o tráfico de drogas.

Operação prendeu outras pessoas em Caucaia

A mesma operação da polícia cearense prendeu seis suspeitos do mesmo grupo, após o cumprimento de mandados de prisão em Caucaia, na manhã de ontem. A ofensiva contou com um efetivo composto por 80 policiais civis.

Segundo a Polícia Civil do Ceará, além de fazer parte da lista dos mais procurados da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), Cilas possui mandados de prisão em aberto por tráfico de drogas, associação para o tráfico, associação criminosa e porte ilegal de arma de fogo. Além das pendências na Justiça, ele já responde por dez inquéritos policiais, sendo sete homicídios, um por porte, por posse ilegal de arma de fogo e por furto.

Com informações da TV Cidade Verde
[email protected]

Imprimir