Cidadeverde.com
Geral

Sargento da PM é preso suspeito de tentar matar a companheira em Teresina

Imprimir
  • vbcbcv.jpg arquivo pessoal
  • sdfgsfdgs.jpg arquivo pessoal
  • fsfsdfs.jpg arquivo pessoal
  • fsdfsdf.jpg arquivo pessoal
  • boleim_oc.jpg arquivo pessoal
  • adsfdsf.jpg arquivo pessoal

Um sargento da Polícia Militar do Piauí foi preso na sexta-feira (10) suspeito de agredir e tentar matar a companheira no dia 02 de julho de 2020. A delegada Luana Alves, titular da Delegacia de Feminicídio, relatou ao Cidadeverde.com que o cumprimento de mandado de prisão preventiva ocorreu na casa do suspeito, na zona Norte de Teresina. Em depoimento, o sargento negou as acusações.

"A prisão ocorreu na casa dele por volta das 16 horas (de sexta-feira). Ele já foi ouvido e negou as acusações. Em 2017, ele foi preso em flagrante por agressão a ex-mulher", comenta a delegada.

A Delegacia de Feminicídio no cumprimento do mandado de prisão contou com o apoio da Corregedoria da Polícia Militar. 

No dia da agressão, o suspeito fugiu do local,  que ocorreu na casa em que o casal morava no Residencial Jacinta Andrade.  Em nota divulgada pela Polícia Militar, no dia 05 de julho, o policial estava de licença médica para tratamento de saúde.

Agressões 

O casal estava com união estável há um ano e moravam na mesma casa. Após o crime, o suspeito chegou a ligar para a vítima pedindo desculpas, mas ela recusou o contato. A empresária de 37 anos conseguiu fugir das agressões e pedir ajuda a uma vizinha.

A vítima prestou depoimento e registrou a ocorrência na Delegacia de Defesa da Mulher- Norte.  Em depoimento, a vítima relata que o sargento, durante as agressões, disse que ela "era dura de morrer", mas que mesmo assim iria matá-la e jogar o "corpo no rio para que os peixes a comessem". A vítima tentou se esconder no banheiro, mas o suspeito arrebentou a porta e a tirou do local, continuando com as agressões, segundo a denúncia. 

 

Carlienne Carpaso
[email protected] 

Imprimir