Cidadeverde.com
Economia

Dólar cai ante rivais, com otimismo por vacina e foco em fundo europeu

Imprimir

Foto: Willian Moreira/Futura Press/Folhapress


O dólar recuou em relação a outras moedas fortes, como o euro e a libra, em meio ao otimismo no mercado com avanços em testes de potenciais vacinas contra a covid-19. A moeda única, por sua vez, manteve a valorização diante da expectativa de que os líderes da União Europeia cheguem a um acordo para o fundo de recuperação econômica do bloco.

Próximo ao horário do fim dos negócios em Nova York, o dólar subia a 107,33 ienes, o euro avançava a US$ 1,1446 e a libra esterlina registrava alta a US$ 1,2659. O índice DXY, que mede a variação da moeda americana ante seis rivais, caiu 0,11%, a 95,832 pontos.

"Os investidores foram encorajados pela resposta positiva da vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford e a AstraZeneca", comenta a diretora-gerente de estratégia cambial da BK Asset Management, Kathy Lien. Um artigo publicado hoje na revista científica The Lancet mostrou que os testes iniciais da vacina em humanos induziu resposta imunológica.

Além disso, em outra frente de estudo, as farmacêuticas Pfizer e BioNTech também informaram resultados positivos em testes na Alemanha para uma profilaxia contra a covid-19. "Uma vacina seria um divisor de águas para os mercados, o que poderia levar a grandes ganhos para moedas e ações, mas a distribuição se tornaria uma questão e uma preocupação imediata", diz Lien.

Em relatório divulgado nesta segunda-feira, 20, a consultoria britânica Capital Economics diz esperar que o dólar continue sob pressão, "a menos que o ressurgimento de novos casos de covid-19 prejudique seriamente a recuperação econômica global".

A diretora de estratégia cambial da BK Asset Management ressalta, também, que o melhor desempenho entre as principais divisas hoje foi o da libra, o que ela atribui às expectativas por uma melhora em indicadores econômicos do Reino Unido, como as vendas varejo, que saem nesta semana.

O euro, por sua vez, manteve os ganhos, em compasso de espera pelo desfecho da reunião entre os líderes europeus. O presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, disse hoje que apresentará uma nova proposta para o fundo de recuperação e se mostrou confiante sobre um acordo.

"Por fim, provavelmente haverá algum tipo de acordo, os compradores do euro obviamente estão contando com um resultado positivo na cúpula da UE", escreveu no Twitter o analista cambial Marc-André Fongern.

Ante moedas emergentes e ligadas a commodities, o dólar ficou sem direção única. No final da tarde em Nova York, a moeda americana subia a 71,6805 pesos argentinos, mas recuava a 16,6747 rands sul-africanos e a 22,4992 pesos mexicanos.

Fonte: Estadão Conteúdo

Imprimir