Cidadeverde.com
Esporte

Tóquio admite Olimpíada com número reduzido de espectadores por causa da covid-19

Imprimir

O chefe-executivo dos Jogos Olímpicos de Paralímpicos de Tóquio/2020, Toshiro Muto, afirmou, nesta quarta-feira, que a competição a ser realizada ano que vem na capital japonesa poderá ser realizada com número limitado de espectadores por causa da pandemia da covid-19.

"O Sr. Thomas Bach (presidente do Comitê Olímpico Internacional) não está procurando um cenário sem público para os Jogos. Ele pode estar pensando em um número limitado de espectadores com total consideração do distanciamento social. Precisamos construir um ambiente em que as pessoas se sintam seguras. Atletas e a família do COI podem precisar de testes antes e depois de entrarem no Japão, e precisamos de fortes sistemas médicos em torno de planos de acomodação e transporte", disse o dirigente, em entrevista para a rede britânica à BBC Sport.

Algumas alternativas estão sendo estudadas para diminuir o número de pessoas nos Jogos. Menos funcionários e cerimônias de abertura e encerramento simplificadas. Já a diminuição das delegações, com cortes de atletas, não está em pauta por enquanto. O Japão impede a entrada de pessoas de 130 países atualmente.

Muto afirmou que "fará de tudo para chegar até a cerimônia de abertura" prevista para 23 de Julho de 2021. Segundo ele, o COI, não quer adiar a disputa por mais um ano. "Discutimos isso com o presidente do COI e ele está dizendo que não é apropriado pensar em cancelar ou adiar novamente".

Para Muto, a existência de uma vacina até 2021 seria "um benefício, mas não uma pré-condição para a realização dos Jogos", apesar de especialistas em saúde questionarem se a competição deveria ser realizada sem medicamentos eficazes para conter o coronavírus.

"Se conseguirmos ter sucesso, Tóquio 2020 deixará um legado como o primeiro grande evento internacional realizado após a pandemia Será um novo capítulo das Olimpíadas e será lembrado como a primeira Olimpíada realizada durante a crise do coronavírus. Esse é o nosso forte desejo", afirmou o representante do Comitê Organizador.

A Olimpíada de Tóquio está prevista para ser disputada entre os dias 23 de julho e 8 de agosto de 2021, enquanto as Paralimpíadas serão de 24 de agosto a 5 de setembro.

Fonte: Estadão Conteúdo

Imprimir