Cidadeverde.com
Últimas

Engenheiro e fazendeiro são presos com supermaconha; 3º suspeito se joga no Rio Poti

Imprimir

Foto: Depre

Uma perseguição policial prendeu um engenheiro e um fazendeiro, de 26 e 27 anos, suspeitos de traficar drogas na zona Leste de Teresina. Um terceiro suspeito conseguiu fugir do flagrante se jogando no rio Poti na tarde desta quarta-feira (05). Na operação, a Delegacia Especializada em Prevenção e Repressão a Entorpecentes (Depre) apreendeu uma grande quantidade da droga skunk, conhecida como supermaconha, avaliada em R$ 70 mil.

O delegado Eduardo Aquino comenta que equipes da Depre estavam monitorando o bairro Jockey quando flagrou a ação dos suspeitos, que estavam divididos em dois carros, um ônix vermelho e um sandeiro prata. 

"Já teve denúncias do onix vermelho. Quando avistamos esse veículo, ficamos observando. O sandeiro chegou, desceu uma pessoa e entrou no onix. Quando ele desceu nós fizemos a abordagem", disse o delegado.

No momento da abordagem, um dos suspeitos, que estava no onix, iniciou a fuga. "Ele bateu no carro da polícia e no sandeiro. Depois, na altura de um shopping, ele abalroou o carro de um popular. Nessa hora, ele desceu desesperado do carro, quase foi atropelado, se livrou da mochila (com droga e cerca de R$1.200) e se jogou no rio".

Com os dois presos, a equipe da Depre também localizou droga skank. Eles foram levados para a sede da Depre, no bairro Saci, zona Sul de Teresina, e autuados por tráfico de drogas e associação criminosa.  

Aquino ressalta que muitas denuncias envolvendo a região da Zona Leste estão chegando à Depre. "Aqui não fazemos distinção social. Não se faz diferenciação. Estamos com muitas  denuncias na zona Leste. São dois jovens de bom poder aquisitivo". 

A equipe da Depre segue em diligências para capturar o terceiro suspeito que conseguiu fugir, pulando no rio.


Foto: Depre

 

Carlienne Carpaso
[email protected] 

Imprimir