Cidadeverde.com
Últimas

Lar da Fraternidade será aberto para receber idosos em tratamento para Covid-19

Imprimir

A Prefeitura de Teresina vai abrir, na próxima segunda-feira, dia 10, a Unidade de Acolhimento Emergencial Lar da Fraternidade. A instituição vai receber idosos de outros abrigos que estejam em tratamento para a Covid-19, que apresentem sintomas leves ou são assintomáticos para a doença e não necessitam de internação hospitalar. O objetivo é oferecer maior segurança aos acolhidos.

A Secretaria de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi) vem realizando o monitoramento constante das instituições de acolhimento em articulação com a Fundação Municipal de Saúde (FMS). De acordo com o último registro, 14 acolhidos foram diagnosticados com coronavírus. Desse total, 10 idosos já estão recuperados, três vieram a óbito e, atualmente, um está estável em isolamento.

O novo espaço tem capacidade de atender até 25 pessoas e será utilizado exclusivamente para o isolamento social dos positivados. Segundo a gerente de Proteção Social Especial da Semcaspi, Mayra Veloso, a permanência dos idosos no Lar da Fraternidade será de, no máximo, 14 dias ou de acordo com avaliação da equipe de saúde. Aqueles que apresentam sintomas graves serão encaminhados à rede municipal de saúde.

“Após a recuperação, a pessoa idosa retornará para a Instituição de Longa Permanência de origem. O protocolo de atendimento que será seguido no Lar da Fraternidade é o mesmo para qualquer pessoa que esteja com Covid-19, com sintomas leves ou assintomáticos e que não precisam de internação hospitalar, mas sim de isolamento social. Dessa forma, a Secretaria visa garantir a segurança aos demais idosos das instituições, a fim de evitar a propagação do vírus ao público vulnerável que vive nestes ambientes coletivos”, afirma.

O local, onde inicialmente funcionaria um hospital de campanha, foi cedido pela Fundação Municipal de Saúde (FMS). A Fundação também irá garantir todos os profissionais do Serviço de Atenção Básica necessários, como técnicos de enfermagem, que vão acompanhar integralmente os acolhidos do Lar da Fraternidade. A Semcaspi é responsável pelo gerenciamento da unidade, fornecimento de alimentação, produtos de higiene e limpeza e também encaminhará cuidadores, que farão o acompanhamento dos idosos em suas atividades diárias e tratamento.

“No sábado, os profissionais que vão trabalhar na nova unidade participarão de uma capacitação com a equipe da Fundação Municipal de Saúde, para receber todas as informações de como será o protocolo de atendimento desse público”, explicou a secretária da Semcaspi, Janaína Carvalho.

 Da Redação
[email protected]

Imprimir