Cidadeverde.com
Geral

Ambulatório do HGV será reaberto na segunda-feira (17)

Imprimir

Foto: Governo do Piaui

 

O Ambulatório Integrado (Prédio Azul) do Hospital Getúlio Vargas (HGV) retoma os atendimentos de consultas eletivas especializadas na segunda-feira (17). A medida foi tomada, nesta quarta-feira (12), durante reunião com todos os coordenadores médicos do hospital.

O diretor-geral do HGV, Gilberto Albuquerque, destacou que, na primeira etapa de reabertura, serão atendidos os pacientes já agendados, no horário de 7 às 14 horas.  “Inicialmente nós vamos atender aqueles pacientes que haviam marcado, mas que devido à pandemia, não deu tempo de serem atendidos”, explica o gestor.

Ele informa que, em seguida, o ambulatório será aberto para o público em geral. “Após a primeira etapa, nós teremos a abertura para o público em geral. O agendamento das consultas seguirá a mesma rotina anterior, o paciente procura o Posto de Saúde, marca sua consulta e vem para o HGV para ser atendido”, diz o diretor.

Gilberto Albuquerque disse ainda que, durante esse período de pandemia, o ambulatório será reaberto gradativamente. “No primeiro momento somente 30% da capacidade e depois 50%.  Logo que seja liberado para a sua capacidade máxima, nós o faremos”, explica o gestor.

Para o presidente da Fundação Piauiense de Serviços Hospitalares (FEPISERH), Pablo Santos, as atividades na rede hospitalar precisam ser retomadas de forma gradual e com segurança. “Vamos voltando gradualmente com os atendimentos ambulatoriais e posteriormente com as cirurgias eletivas. Durante a pandemia, ocorreu uma demanda reprimida, mas com segurança para os profissionais e pacientes, estaremos retornando os serviços”, avalia o gestor.

Medidas de segurança 

Segundo o diretor-geral do HGV, para o retorno das atividades, o ambulatório adotou um protocolo com medidas sanitárias para atender a todos com mais segurança e qualidade. Para isso, foram feitas reformas e adequações na estrutura física da unidade.

“Instalamos pias na entrada e também disponibilizaremos álcool em gel para reforçar a higienização das mãos. Outra preocupação é o controle da entrada de pessoas para evitar aglomeração, bem como o acesso somente mediante o uso de máscara. Os assentos foram demarcados para manter o distanciamento social”, acrescenta Gilberto Albuquerque.

 

Da Redação
[email protected] 

Imprimir