Cidadeverde.com
Geral

Após sete meses, Uespi adia retorno das aulas virtuais e alunos organizam protesto

Imprimir

Foto: Ascom/Uespi

Os alunos da  Universidade estadual do Piauí estão sem aulas desde o início da pandemia provocada pelo novo coronavírus. A expectativa era pelo  retorno das aulas virtuais do período especial 2020.3 na segunda-feira (14). Porém, professores e alunos foram surpreendidos com a decisão da instituição de adiar as aulas virtuais mais uma vez. 

A decisão com relação período especial leva, consequentemente, ao adiamento do semestre letivo 2020.1. A decisão da Uespi causou protesto dos alunos nas redes sociais. São sete meses sem aulas.  

Os estudantes organizaram  um twittaço contra a decisão do conselho da instituição. Por meio das redes sociais, os estudantes divulgaram uma nota de repúdio contra a decisão da Uespi. 

Diante da pandemia, os alunos pedem que as aulas sejam virtuais como várias instituições de ensino do estado fazem. Segundo nota da instituição, o adiamento ocorre “após a discussão no Comitê Gestor de Crise, constituída por membros da Administração Superior, professores, discentes e técnicos, de que somente se iniciaria o período com a garantia de conectividade para os alunos matriculados e que necessitam de acesso as aulas remotas”.

A Uespi diz compreender  que o momento é difícil e afirma prezar pelo ensino de qualidade.

Nota da UESPI:

A Universidade Estadual do Piauí – UESPI informa o adiamento das aulas do Período Especial 2020.3, que iniciariam nesta segunda-feira, dia 14 de setembro.

O adiamento se dá após a discussão no Comitê Gestor de Crise, constituída por membros da Adm. Superior, professores, discentes e técnicos, de que somente se iniciaria o período com a garantia de conectividade para os alunos matriculados e que necessitam de acesso as aulas remotas.

O Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (CEPEX) deliberará sobre novas datas para o início das aulas do PEC e também do Ensino Regular 2020.1.  Tudo será divulgado no site e nas redes sociais oficiais da Instituição.

Compreendemos que estamos vivendo um momento difícil e a universidade sempre prezará pelo ensino de qualidade a todos que fazem parte dela.

Lídia Brito
[email protected]

Imprimir