Cidadeverde.com
Esporte

Palmeiras empata com Guaraní, perde 100%, mas encaminha vaga na Libertadores

Imprimir

Foto: César Greco/Ag. Palmeiras

O Palmeiras perdeu os 100% de aproveitamento na Copa Libertadores, mas encaminhou a classificação para as oitavas de final ao empatar por 0 a 0 com o Guaraní, no Paraguai, na noite desta quarta-feira. O resultado mantém o time alviverde invicto e na liderança do Grupo B, com dez pontos, três a mais que o Guaraní. O Bolívar tem quatro e o lanterna Tigre apresenta só um ponto.

Foi o último jogo fora de casa do Palmeiras nesta fase da Libertadores. A equipe terá pela frente o Tigre e o Bolívar, adversários mais fáceis do grupo, ambos no Allianz Parque. Um empate com o time argentino na próxima quarta-feira já garante a classificação ao Palmeiras.

Só que o time de Vanderlei Luxemburgo almeja mais do que "apenas" a vaga nas oitavas de final. O Palmeiras busca terminar a fase de grupos na primeira colocação geral para poder decidir os confrontos de mata-mata em casa. Apenas o uruguaio Nacional tem mais pontos no geral: 12.

O fim dos 100% de aproveitamento veio de forma justa. No jogo em Assunção, Guaraní e Palmeiras criaram algumas chances, mas o empate acabou ficando de bom tamanho para os dois. No primeiro tempo, a melhor chance foi do time paraguaio, que chegou a acertar a trave em chute de Fernando Fernández.

O Palmeiras, com Gabriel Veron titular e a volta de Lucas Lima, tinha dificuldades para criar. Luiz Adriano quase não pegou na bola no primeiro tempo, e as melhores chances foram em jogadas aéreas e em um chute de longe de Gabriel Menino.

Se por um lado levava pouco perigo no ataque, o Palmeiras também quase não sofria. Além da bola na trave, o Guaraní só chegou a assustar em chute de Morel após cobrança de falta, mas Weverton mandou para escanteio sem muito trabalho.

No segundo tempo, logo após Luxemburgo colocar Wesley e Willian, foi o Guaraní que quase abriu o placar. Weverton fez grande defesa em chute de Morel, que aproveitou cruzamento pela direita e mandou de primeira.

O Palmeiras praticamente não conseguia furar o bloqueio do Guaraní. Raphael Veiga e Ramires também entraram, mas não mudaram a postura da equipe. O mesmo aconteceu com Bruno Henrique minutos mais tarde.

O jogo só foi ficar mais agitado nos minutos finais. Domínguez invadiu a área, chutou cruzado e viu a bola passar bem perto da trave. O Palmeiras respondeu com Willian, que tentou encobrir o goleiro Servio, e Wesley não conseguiu aproveitar a sobra. O Guaraní ainda reclamou de possível pênalti após a bola bater no braço de Felipe Melo, mas o árbitro Nestor Pitana mandou seguir. O placar continuou sem ser alterado, e agora o Palmeiras precisa de apenas mais um empate para se garantir nas oitavas de final da Libertadores.

FICHA TÉCNICA:
GUARANÍ 0 x 0 PALMEIRAS
GUARANÍ - Servio; Ramírez, Romaña, Báez e Miguel Benítez; Rodrigo Fernandez, Morel (Ángel Benítez), Redes (Maná), Florentin (Domínguez) e Merlini; Fernando Fernández. Técnico: Gustavo Costas.
PALMEIRAS - Weverton; Marcos Rocha, Felipe Melo, Gómez e Matías Viña; Danilo (Ramires), Gabriel Menino (Bruno Henrique), Zé Rafael e Lucas Lima (Raphael Veiga); Gabriel Veron (Wesley) e Luiz Adriano (Willian). Técnico: Vanderlei Luxemburgo.
CARTÕES AMARELOS - Morel, Romaña e Wesley.
ÁRBITRO - Néstor Pitana (ARG).
RENDA E PÚBLICO - Jogo sem torcida.
LOCAL - Estádio Defensores Del Chaco, em Assunção, no Paraguai.

Por Guilherme Amaro
Estadão Conteúdo

Imprimir