Cidadeverde.com
Geral

Suspeito de agredir a esposa é liberado após PM encontrar delegacia fechada

Imprimir

Um homem que foi preso em flagrante por agredir a própria esposa foi liberado após os policiais militares que atenderam a ocorrência encontrarem a Delegacia de Polícia fechada, sem nenhum policial civil para realizar os procedimentos legais. O caso aconteceu na noite ontem (30), no município de Porto, distante cerca de 130 Km de Teresina. 

Revoltado com a situação, o sargento Jota Luís, comandante do GPM de Porto, gravou um vídeo relatando a situação, que aconteceu por volta das 20h desta quarta-feira. Nas imagens é possível ver o homem sendo liberado pelas equipes da PM em frente à delegacia do município.

Em contato com o cidadeverde.com, o sargento relatou que a equipe da Polícia Militar passou mais de uma hora em frente à delegacia tentando fazer contato com o delegado titular ou com algum outro policial civil que pudesse receber o preso. Sem sucesso, o comandante do GPM decidiu liberar o preso. 

"Dessa vez eu não aguentei ficar calado, porque a gente termina respondendo por isso aí. A gente libera o preso porque não tem como fazer o procedimento. Depois, quando acontece alguma coisa pior, a culpa recai sobre a Polícia Militar", ressaltou o sargento, ao lembrar que a mesma situação já foi registrada diversas vezes na delegacia de Porto. 

A ocorrência 

A agressão foi registrada pela Polícia Militar no início da noite de ontem, na rodovia que liga o município de Porto à Barras.  "Fomos informados que uma mulher estava apanhando muito. Chegando lá, constatamos a denúncia. Ela estava no chão e o companheiro ainda estava no local tentando agredir a mesma", afirmou o sargento Jota Luiz. 

A mulher chegou a ser atendida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência(Samu). Ela apresentava ferimentos no rosto e nas pernas, por conta das agressões proferidas pelo companheiro. 

Após o atendimento médico, ela foi encaminhada para a casa de familiares. 

De acordo com a PM, o companheiro, preso em flagrante por agressão, já responde processos pela prática de violência doméstica. 

O que diz a Polícia Civil 

O cidadeverde.com procurou o titular da Delegacia de Porto, delegado Arthur Barros, mas não obteve retorno. 

Também procurada, a Polícia Civil, através de sua assessoria de comunicação, emitiu uma nota de esclarecimento: 


Nota

A Polícia Civil do Piauí, por meio da presente nota, esclarece que a Corregedoria de Polícia vai apurar eventuais responsabilidades administrativas em relação ao caso. A Delegacia de Porto vai instaurar inquérito para investigar o crime praticado pelo homem que aparece, no vídeo, sendo conduzido e liberado pela Polícia Militar.

 


Natanael Souza
[email protected] 

Imprimir