Cidadeverde.com
Viver Bem

Dia Mundial da Osteoporose traz alerta aos idosos; mais de 10 milhões têm doença

Imprimir

O Dia Mundial de Combate à Osteoporose, comemorado em 20 de outubro, promove a conscientização para a prevenção da doença que já atinge mais de 10 milhões de brasileiros e que pode ser evitada com a adoção de hábitos saudáveis. Mais comum entre as mulheres acima dos 65 anos e nos homens após os 70 anos, a patologia costuma surgir sem sintomas.

“Geralmente a pessoa sofre uma fratura e neste momento descobre a doença, chamamos a osteoporose de doença silenciosa. Já as causas são muitas, como tabagismo, abuso de álcool, alterações de tireoide, carências alimentares, doenças autoimunes, entre outras”, conta o ortopedista mineiro Alaor Jason Brenner Neto.

Na idade em que a osteoporose comumente se manifesta as fraturas são um grande problema. Estima-se que nos próximos anos o número de fraturas de quadril chegue a marca de 140 mil ao ano, uma tendência causada pelo envelhecimento da população.

 “A prevenção é fundamental e o diagnóstico precoce também. Fazer um exame chamado densitometria nos dá o padrão da densidade óssea do paciente e com isto conseguimos iniciar a prevenção para quem tem tendência a ter osteoporose.  A indicação básica é que todas as mulheres acima de 65 anos e todos os homens com mais de 70 façam o exame”, diz o especialista.

Além da densitometria óssea, a prática de atividades físicas com carga - como musculação, dança e corrida -, somada uma dieta rica em cálcio e vitamina D, pode contribuir para a prevenção. “O acompanhamento com um ortopedista é fundamental para evitar que uma fratura que poderia ser evitada aconteça”, finaliza.

[email protected]

 

Imprimir