Cidadeverde.com
Cidades

Pai é preso suspeito de agredir o filho de 9 meses dentro de hospital

Imprimir

Foto: Reprodução/Googlemaps

Atualizada às 17h40

A Força Tática da Polícia Militar da cidade de Valença do Piauí, distante 210 Km de Teresina, prendeu, em flagrante, um homem suspeito de agredir o próprio filho, um bebê de apenas 9 meses de idade. 

O caso aconteceu na noite dessa segunda-feira (20) dentro do pronto socorro do Hospital Regional Eustáquio Portela.  A PM foi acionada após testemunhas presenciarem a agressão contra o bebê, que chegou  a sofrer lesões na cabeça após o pai feri-lo com uma pulseira pontiaguda. Policiais que atenderam a ocorrência relataram ao Cidadeverde.com que o bebê tinha hematomas  e que pessoas que estavam na unidade de saúde ficaram "horrorizadas" com as agressões.

"Os policiais localizaram o homem embriagado e, enquanto aguardava atendimento na unidade de saúde, desferia socos na criança, inclusive causando lesões na vítima com uma pulseira perfuro cortante", conta o sargento Ranier Nunes, comandante da Força Tática de Valença.

Segundo a Polícia Militar, o pai do bebê estava no hospital para fazer um exame de corpo de delito, afirmando que foi agredido por um desafeto. No momento em que a esposa saiu e deixou o filho com o pai, as agressões iniciaram. 

A.F.N foi preso em flagrante e encaminhado para a delegacia da Polícia Civil de Valença para autuação por crime de maus tratos e lesão corporal.

O delegado Maycom Braga disse que, em depoimento, o pai do bebê negou as agressões, mas mesmo assim foi autuado em flagrante delito.

"Ele negou que tenha agredido o bebê. Só que dois funcionários do hospital relataram  ele bateu na criança, tendo em vista que a criança estava chorando e ele, para repreender a criança, fez foi aumentar o sofrimento da mesma agredindo- a, ato injustificado e por isso foi autuado em flagrante delito por lesão corporal", conta.

 

Izabella Pimentel
[email protected] 

Imprimir