Cidadeverde.com
Esporte

Com reservas, Inter bate Atlético-GO e fica perto das quartas da Copa do Brasil

Imprimir

Foto: Ricardo Duarte/S.C.Internacional

O Internacional colocou um pé nas quartas de final da Copa do Brasil ao derrotar o Atlético Goianiense por 2 a 1 na noite desta quarta-feira, no estádio Olímpico, pela partida de ida das oitavas de final. Mesmo com um time praticamente todo reserva, o time gaúcho se impôs, construiu um belo resultado, mas acabou se acomodando e levando um gol no fim.

Com o resultado, o Inter joga pelo empate para avançar de fase. A missão do Atlético ficou complicada, pois terá que derrotar o atual líder do Brasileirão por uma vantagem de dois gols para classificar de forma direta. O duelo de volta será na terça-feira, às 21h30, no Beira Rio.

Eduardo Coudet optou por preservar seus principais jogadores, dentre eles, o artilheiro Thiago Galhardo, mas a resposta do time foi a melhor possível. O Inter tomou a iniciativa logo de cara e cansou de perder oportunidades com William Pottker e Marcos Guilherme. O gol saiu aos 12 minutos. Marcos Guilherme cruzou na medida para Leandro Fernández, que cabeceou para o fundo das redes.

Após o gol, o Atlético enfim decidiu sair para o jogo e chegou a ter um pênalti marcado em Janderson. Após consultar o VAR, o árbitro pegou simulação do jogador, que admitiu em entrevista. A resposta do clube goiano, então, veio na cobrança de falta do goleiro Jean. Marcelo Lomba se esticou todo para salvar.

O Atlético cresceu no jogo, mas foi realmente superior na etapa final. No entanto, não conseguiu ser eficaz. Novamente na bola parada, criou com Chico, que colocou a bola na cabeça de Hyuri, por cima do gol. O atacante teve mais uma chance, mas mandou para fora.

O Inter se acomodou diante da vantagem no placar. Mesmo assim, chegava com facilidade e quando queria. Aos 15, Moisés tabelou com Leandro Fernández, saiu de frente para Jean, e tocou para o gol. O terceiro quase saiu com Pottker. O atacante, de frente para o gol, mandou rente à trave. Em vantagem, o time gaúcho ficou administrando e acabou sendo castigado no fim.

Aos 46, Wellington Rato invadiu a área e acabou sendo derrubado por Abel, pênalti, confirmado pelo VAR. O goleiro Jean foi para a cobrança e diminuiu o prejuízo do Atlético. No entanto, não conseguiu evitar a derrota.

FICHA TÉCNICA:
ATLÉTICO-GO 1 x 2 INTERNACIONAL
ATLÉTICO-GO - Jean; Luan Sales (Gilvan), João Victor, Éder e Nicolas; Willian Maranhão (Wellington Rato), Baralhas e Chico; Janderson (Matheuzinho), Hyuri (Júnior Brandão) e Matheus Vargas (Oliveira). Técnico: Eduardo Souza.
INTERNACIONAL - Marcelo Lomba; Rodinei, Pedro Henrique, Victor Cuesta e Moisés; Musto; Praxes (Edenílson) e Nonato (Peglow); William Pottker (D'Alessandro), Leandro Fernández (Abel Hernández) e Marcos Guilherme (Patrick). Técnico: Eduardo Coudet
GOLS - Leandro Fernández, aos 12 minutos do primeiro tempo. Moisés, aos 15, e Jean, aos 46 minutos do segundo tempo.
CARTÕES AMARELOS - Janderson e João Victor (Atlético); Edenilson, Moisés e Patrick (Internacional).
ÁRBITRO - Marcelo de Lima Henrique (RJ).
RENDA E PÚBLICO - Jogo sem torcida.
LOCAL - Estádio Olímpico, em Goiânia (GO).

Fonte: Estadão Conteúdo

Imprimir