Cidadeverde.com
Esporte

Com gol brasileiro, Real bate Inter, vence a 1ª e 'respira' na Liga dos Campeões

Imprimir

O Real Madrid reagiu na Liga dos Campeões. Após dois tropeços, o recordista de títulos derrotou a Inter de Milão por 3 a 2, nesta terça-feira, e venceu a primeira nesta edição do campeonato, no qual ostenta 13 troféus. 

Jogando no estádio Alfredo Di Stéfano, o time espanhol com um gol todo brasileiro para "respirar" no Grupo B. O terceiro gol teve assistência de Vinicius Junior e finalização de Rodrygo.

Com o triunfo, o Real deixou a lanterna da chave e subiu para o terceiro lugar, com quatro pontos, mesma pontuação do Shakhtar Donetsk, que leva vantagem no confronto direto. O time ucraniano, também nesta terça, levou uma sonora goleada de 6 a 0 do Borussia Mönchengladbach, líder do grupo, com cinco pontos.

Os resultados deixaram a chave embolada e favoreceram o Real, que vinha correndo sério risco de ser eliminado ainda na fase de grupos. Agora, mesmo tendo pela frente dois jogos fora de casa, o time espanhol, vive situação mais tranquila. No dia 25, enfrentará novamente a Inter, desta vez no estádio Giuseppe Meazza. O time italiano agora é o lanterna, com dois pontos.

Nesta terça, Real e Internazionale fizeram um duelo de nível técnico abaixo do esperado, porém movimentado, e não somente pelos cincos gols. As duas equipes adotaram postura ofensiva durante todo o jogo, criaram boas oportunidades. E os visitantes tiveram chances suficientes para vencer o duelo. No entanto, falharam demais nas finalizações.

O JOGO - Zidane mandou a campo nesta terça um ataque formado por Benzema, Asensio e Hazard, que fez sua estreia nesta Liga dos Campeões. Vinicius Junior, que chegou a ter atrito com o atacante francês, começou no banco. Casemiro, destaque na última partida, foi o único brasileiro em campo entre os titulares.

Desesperado após os tropeços nas duas primeiras rodadas, o Real partiu para cima do Inter e não deu sossego à defesa italiana. Até o volante Valverde ameaçou o gol de Handanovic, em bela finalização rente ao travessão, aos 6 minutos. Lucas Vázquez e Asensio também tiveram oportunidade.

A pressão deu resultado aos 25. Foi quando o lateral Hakimi deu passe errado para trás e acabou oferecendo perfeita assistência para Benzema, que invadiu a área, driblou o goleiro e marcou belo gol. 

Foi o segundo gol do francês em três jogos nesta Liga dos Campeões. Embalado, o Real não sossegou depois de abrir o placar. Aos 32, após escanteio na área, Sergio Ramos cabeceou firme e deixou sua marca.

Pela Inter, Barella, Lautaro Martínez e Vidal levaram perigo ao gol de Courtois no primeiro tempo em lances pontuais. A Inter atuava mais na base da reação, à espera do Real. Até que, em sua jogada mais elaborada, descontou. O gol, marcado aos 35, contou com um lindo passe de calcanhar de Barella. Lautaro só completou para as redes.

O segundo tempo contou com uma Inter mais atuante no ataque, correndo atrás do prejuízo. Aos poucos, Antonio Conte foi adiantando a marcação, controlando o meio-campo e impondo pressão na defesa madrilenha. Preocupado, Zidane resolveu mudar o ataque. De uma só vez, colocou os brasileiros Vinicius Junior e Rodrygo em campo, aos 18 minutos.

Dominando o jogo, a Inter já passava mais tempo no campo de ataque. E o Real aceitava a situação. Aos 22, Lautaro escorou, de cabeça, levantamento na área e desviou para Perisic. O substituto do machucado Lukaku dominou dentro da área, conteve o marcador e bateu rasteiro, no canto esquerdo de Courtois.

A virada quase veio em dois lances seguidos. Aos 29, Lautaro encheu o pé da entrada da área e mandou para fora. No minuto seguinte foi a vez de Perisic desperdiçar outra grande chance.

Enquanto a Inter vacilava no ataque, o Real não perdoava. Em jogada totalmente brasileira, aos 34, Vinicius Junior disparou pela esquerda e cruzou rasteiro. Rodrygo, sem qualquer marcação, bateu forte e garantiu a vitória dos anfitriões, que voltaram a respirar aliviados na competição.

Fonte: Estadão Conteúdo

Imprimir