Cidadeverde.com
Esporte

Neymar faz tratamento, e seleção tem 1º treino à espera de 11 convocados

Imprimir

O técnico Tite comandou nesta segunda-feira (9) à tarde, na Granja Comary, o primeiro treino da seleção brasileira na preparação para enfrentar a Venezuela na próxima sexta-feira (13), às 21h30, no Morumbi, pela terceira rodada das Eliminatórias da Copa do Mundo do Qatar. 

Ele contou com apenas 14 jogadores em campo, sendo 12 seus convocados e dois "reforços" emprestados pelo Fluminense para completar as atividades.

Luiz Henrique, do elenco profissional, e Metinho, do sub-20, participarão de pelo menos três treinamentos na Granja Comary.

Entre os selecionados, estiveram em campo nesta segunda Felipe, Renan Lodi, Alex Telles, Richarlison e Weverton sem restrições, além de Gabriel Menino, Marquinhos, Thiago Silva, Allan, Everton Ribeiro, Pedro e Diego Carlos com carga reduzida. 

Neymar também já se apresentou ao grupo, mas ainda trata uma lesão muscular na coxa esquerda e não enfrenta a Venezuela.

Como o flamenguista Pedro foi convocado para repor a ausência de Neymar no jogo do Morumbi, ao todo são 24 convocados. Dos 11 restantes, se apresentam até o fim do dia Alisson, Arthur, Bruno Guimarães, Danilo, Ederson, Lucas Paquetá, Gabriel Jesus e Roberto Firmino. Nesta terça (10) chegam Douglas Luiz, Éverton Cebolinha e Vini Júnior.

A seleção treina na Granja Comary até quinta-feira, quando embarca e se concentra em um hotel de São Paulo até duas horas antes de a bola rolar no Morumbi.

Nesta segunda, Tite orientou um trabalho técnico e tático, priorizando o ajuste de movimentações da coordenação defensiva na primeira parte e depois ofensiva, com chutes a gol.

Desde a convocação, em outubro, Tite fez cinco cortes na lista de convocados -Philippe Coutinho por Lucas Paquetá, Fabinho por Allan, Rodrigo Caio por Felipe, Éder Militão por Diego Carlos e Casemiro por Bruno Guimarães.

Sobre Neymar, que se apresentou lesionado, a expectativa é tê-lo em campo na terça-feira, contra o Uruguai.

GABRIEL CARNEIRO
SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) 

Imprimir