Cidadeverde.com
Esporte

Internacional anuncia a chegada do treinador Abel Braga para o lugar de Coudet

Imprimir

O técnico Abel Braga está de volta ao Internacional. Um dia depois de anunciar que foi surpreendida pelo pedido de demissão do argentino Eduardo Coudet, que recebeu uma proposta do Celta, da Espanha, a diretoria do time gaúcho agiu rápido e se acertou com o treinador de 68 anos, que fará sua sétima passagem pelo Beira-Rio, até o final desta temporada, em fevereiro de 2021. 

Foram contratados também o auxiliar técnico Leomir de Souza e o analista de desempenho Alex da Costa. Em sua última passagem, na temporada de 2014, o Internacional foi tetracampeão do Campeonato Gaúcho com 87% de aproveitamento e duas vitórias nos Gre-Nais decisivos, incluindo uma goleada por 4 a 1, no estádio Centenário, em Caxias do Sul (RS). 

No Campeonato Brasileiro, o time terminou em terceiro lugar e garantiu vaga para a Copa Libertadores do ano seguinte.

Abel Braga começou a sua história com o Internacional em 1988 e logo criou identificação com o clube. Em 1989, treinou o time no até hoje lembrado Gre-Nal do Século, com vitória de virada no clássico que colocou os colorados na final do Brasileirão - depois foi batido pelo Bahia na decisão.

O treinador ainda acumulou outras duas experiências até a marcante passagem de 2006. Foi com Abel Braga que o Internacional atingiu suas maiores glórias: o primeiro título da Libertadores e o Mundial de Clubes da Fifa, com vitória sobre o Barcelona.

Desde a última saída do clube, Abel Braga comandou o Al Jazira, dos Emirados Árabes Unidos, e Fluminense, Flamengo, Cruzeiro e Vasco, no Brasil. No ano passado, levou o time rubro-negro ao título do Campeonato Carioca, no começo da caminhada que conduziu a equipe aos títulos do Brasileirão e da Libertadores.

Abel Braga assume o Internacional em boa situação. Eduardo Coudet deixou o clube na liderança do Brasileirão, com 36 pontos, e classificado às quartas de final da Copa do Brasil e às oitavas de final da Libertadores. Contratado no final de 2019, o argentino dirigiu a equipe em 46 jogos, com 24 vitórias, 13 empates e nove derrotas - aproveitamento de 61,5%.

Fonte: Estadão Conteúdo

Imprimir