Cidadeverde.com
Viver Bem

2ª etapa do projeto Raios Solidários instala placas de energia solar no Lar de Maria

Imprimir

A Rede Feminina de Combate ao Câncer do Piauí (RFCC-PI) realizou o descerramento de placa da segunda etapa do projeto ´Raios Solidários'. A solenidade celebrou mais uma conquista em busca de sustentabilidade e economia para a instituição, e proporcionou reconhecimento à entidade, por ter apoiado o financiamento e instalação de mais 60 placas de energia solar na Casa de Apoio à Criança com Câncer - Lar de Maria, por meio da Fundação Banco do Brasil.

As placas fotovoltaicas começaram a ser instaladas na instituição em novembro de 2019, e desde então a economia na tarifa de energia elétrica é perceptível. Antes da implantação das placas de energia solar, o Lar de Maria gastava em média 5 mil reais com energia elétrica, atualmente o gasto já reduziu para aproximadamente 2 mil reais, e a expectativa é que esse valor diminua para ser pago somente os impostos municipais da Contribuição para o Custeio da Iluminação Pública dos Municípios (COSIP).

A presidente da RFCC-PI Carmen Campelo descreve a eficiência e economia que a medida sustentável trouxe para a instituição. Ela ainda avalia que o gasto, que antes seria efetuado com energia elétrica, agora será destinado para melhorar ainda mais a assistência prestada para o paciente oncológico.

"O projeto Raios Solidários consistia em arrecadar fundos para que pudéssemos colocar placas de energia solar no Lar de Maria. Nessa segunda etapa, a Fundação Banco do Brasil abraçou nossa causa doando 99 mil reais, que foi destinado para a compra das placas fotovoltaicas. As nossas despesas são muitas, agora nós vamos poder aplicar esse dinheiro que estamos economizando na energia elétrica em outros projetos de assistência para os pacientes oncológicos", disse a voluntária.

 

[email protected]

Imprimir