Cidadeverde.com
Política

Kleber Montezuma diz que quer apoio do PT, da Gessy e Fábio Abreu no 2º turno

Imprimir

Foi dada a largada para os partidos que estão no segundo turno das eleições em Teresina correrem atrás de apoio. No PSDB, por exemplo, as portas já estão abertas para siglas que queiram fazer alianças, inclusive da oposição. O candidato Kleber Montezuma afirmou nesta segunda-feira (16) que é possível ter o apoio de Fábio Novo (PT), Fábio Abreu (PL) e Gessy Fonseca (PSC). Os três deixaram claro em suas campanhas que são contra o modo tucano de administrar.

“Estamos abertos para receber o apoio e as contribuições. É perfeitamente possível com o PL, com o Fábio Novo, com Gessy e com outros como o deputado federal Júlio César e Simone. Eles todos querem o bem da cidade e nós temos pontos de convergência. Nós pudemos trazer para o nosso plano de governo essas contribuições para que a cidade avance”, afirmou em entrevista à TV Cidade Verde.

“Nós estamos abertos para dialogar. Nós queremos apoio não só para ganhar as eleições, mas também para ajudar a governar a cidade de Teresina. Temos desafios a serem enfrentados e que todos estejam unidos por Teresina. Para ser um bom prefeito é preciso diálogo”, acrescentou.

Kleber citou pontos convergentes nos planos de governo dos seus principais opositores.

“Todos os homens e mulheres de bem que querem o bem da cidade, certamente vão estar conosco. Muitos pontos do nosso plano de governo são em comum com os de outros candidatos. Temos pontos em comum com a candidata Gessy quando ela defendia o empreendedorismo, o diálogo com comerciantes e o emprego pra juventude”, afirmou, ressaltando os planos de Fábio Abreu e Fábio Novo.

“O deputado Fábio Abreu tinha um programa chamado Gerar, que era pra gerar oportunidades de fortalecimento do pequeno empresário. Está em nosso plano de governo também. O deputado Fábio Novo apresentava a questão das ciclovias. Nós vamos ampliar as ciclovias na cidade de Teresina. E ele também falava em ampliar o apoio à agricultura familiar. Nós temos também em nosso plano de governo esses pontos”, destacou.

Críticas

Sem citar diretamente o candidato Dr. Pessoa (MDB), Montezuma fez críticas e afirmou que sua administração não será feita por terceiros.

“Estamos abertos. A nossa administração não será governada por terceiros. Eu não tenho ninguém tutelando, me prendendo, ninguém me proibindo de ir aqui, ali ou acolá. As nossas decisões serão tomadas pelo prefeito Kleber. Vou formar uma equipe competente que queira o bem da cidade, mas na hora das decisões eu não vou terceirizar para outro”, disparou.

Sobre a votação que garantiu o 2º turno, o candidato agradeceu os eleitores e prometeu obras.

“Nós temos um grande entendimento com a cidade de Teresina. Foram mais de 110 mil teresinenses que votaram no professor Kleber. Vamos investir R$ 1 bilhão em obras públicas que vão gerar 40 mil novos empregos. Os postos de saúde nos bairros vão funcionar aos finais de semana. Vamos colocar a prefeitura cada vez mais perto da cidade”, finalizou.

Hérlon Moraes
[email protected]

Imprimir