Cidadeverde.com
Esporte

Em reformulação, Cruzeiro tem campanha de G-4 no returno da Série B

Imprimir

A missão é muito difícil, mas não é impossível. A matemática, no entanto, aponta pequena chance de 3% de o Cruzeiro conseguir o acesso à elite do Brasileiro.

Atualmente, o 15º colocado da Série B, com 28 pontos, tenta acumular bons resultados para atingir o objetivo. Neste momento, enche de esperança o seu torcedor.

Após a vitória por 1 a 0 sobre a Chapecoense na terça-feira (24), o Cruzeiro atingiu interessante estatística. A equipe celeste tem a quarta melhor campanha do returno da competição, com oito pontos em quatro partidas. E dentre os melhores na classificação geral, apenas o Sampaio Corrêa aparece no simbólico G-4 do segundo turno da Série B.

Contando só os jogos da segunda metade da competição, o Guarani tem a melhor campanha, com dez pontos, seguido do Avaí, que também tem dez, mas está atrás por critérios de desempate. Sampaio Corrêa (9) e Cruzeiro (8) vêm logo em seguida.

A inglória missão da equipe mineira é constatada na necessidade para o acesso. O clube precisa de pelo menos 12 vitórias nos 15 jogos restantes - algo em torno de 80% de aproveitamento. O próximo deles será nesta sexta-feira (27), às 21h30, contra o Confiança.

Para arrancar na competição, o clube segue bem a cartilha do técnico Luiz Felipe Scolari. Sob o comando do treinador, o time celeste ainda não perdeu e soma em sete jogos, quatro vitórias e três empates (71% de aproveitamento).

"Estamos em uma situação muito difícil. E essa situação está sendo modificada aos poucos para que a gente consiga atingir o primeiro objetivo. Quando nós chegamos, o Cruzeiro tinha 13 pontos. É uma situação que víamos uma dificuldade muito grande."

"Os passos estão sendo dados devagar, não como toda a torcida deseja, só com vitórias, mas estamos conseguindo o que pretendíamos em primeiro lugar, vamos seguir assim", destacou Felipão, logo após a vitória sobre a Chapecoense.

GUILHERME PIU
BELO HORIZONTE, MG (UOL/FOLHAPRESS) 

Imprimir