Cidadeverde.com
Geral

Suspeito de atirar em vereador responde por cinco crimes, diz delegado

Imprimir


O suspeito de atirar no delegado e vereador Samuel Silveira foi identificado como Edivan Silva dos Santos, conhecido “malinha”, que responde por pelo menos cinco procedimentos criminais.  Ele tinha passagens pela polícia por roubo, furto, receptação, termo circunstanciado de ocorrência por porte de entorpecentes, além de ato infracional quando adolescente.

Edivan morreu durante tentativa de assalto ao vereador no domingo (20). Câmeras de segurança registram o momento em que o delegado é abordado em uma avenida na zona Leste de Teresina. Houve trocas de tiros. 

A última entrada de Edivan em uma delegacia ocorreu em junho de 2020. Mesmo com esse histórico, ele estava em liberdade e morava na zona Leste de Teresina.

“Eu mesmo, quando titular do 2º Distrito Policial, em 2009, já o tinha indiciado por crime de roubo. Era uma pessoa que já estava no mundo do crime há algum tempo”, diz o delegado geral da Polícia Civil do Piauí, Luccy Keiko Leal.

Samuel Silveira é delegado da Polícia Civil do Piauí, com atuação nas delegacias especializadas, como Homicídios e  Entorpecentes. Ele se afastou da polícia para entrar na política e chegou a assumir a Secretaria Municipal de Assistência Social de Teresina. 

Apesar da aparente legalidade do ato de defesa do delegado, um inquérito será aberto pela Polícia Civil para investigar o caso. Samuel Silveira sofreu um tiro e está internado em hospital particular de Teresina. O estado de saúde é considerado estável. 

Foto: Herbert Henrique/TV Cidade Verde

Carlienne Carpaso
[email protected] 

Imprimir