Cidadeverde.com
Esporte

Libertadores começa nesta terça com drama pessoal de técnico com câncer

Imprimir

A Copa Libertadores 2021 ainda nem tem todos os participantes definidos, mas já começa a ser disputada nesta terça-feira (23) com os jogos da primeira fase. 

Imagem: Divulgação/Conmebol Libertadores

São seis times envolvidos, incluindo o líder do Campeonato Uruguaio e um carrasco do Corinthians, mas a principal história é de um drama pessoal: o técnico da Universidad Católica (EQU) só poderá comandar o time no jogo de ida pois, no de volta, estará em tratamento contra um câncer.

Aos 57 anos, o colombiano Santiago "Sachi" Escobar já foi campeão nacional em três países diferentes e comanda a Católica desde 2017 (não confundir com a La U, do Chile). 

No final de dezembro, ele descobriu um câncer na próstata e a necessidade de se submeter a radioterapia, cuidado prioritário que deixa a Copa Libertadores em segundo plano.

O próprio treinador já tornou a programação pública: fica à beira do campo hoje (23) contra o Liverpool (URU) e na quinta (25) viaja à Colômbia para começar a radioterapia; por isso, não tem como comandar o time no jogo de volta, na terça que vem (2). 

Ele seguirá longe do time mesmo se a Católica se classificar, afinal, o tratamento tem duração estimada de oito semanas.

"Não nego ter tido momentos difíceis, em que chorei porque tinha que digerir a notícia. Quando os resultados dos exames chegaram, tive dor, sentimentos mistos.

Mas, rapidamente, a família e os amigos, as pessoas da Católica e do futebol me deram forças. Estou convencido de que posso ganhar esta batalha", disse Sachi recentemente. Nos planos dele, "em três anos isto será uma anedota, estarei bem".

Pelas questões de saúde, a aparição pública do treinador neste ano foi já no final de janeiro. Ele visitou os jogadores no clube e resumiu os sentimentos em poucas palavras: "Quero viver, treinar e estar junto de vocês", falou.

Com Escobar, a Católica foi a terceira colocada do último Campeonato Equatoriano e estreou na edição atual com vitória por 3 a 0 sobre o humilde Olmedo, na sexta-feira (19), o único jogo que disputou em 2021.

A estreia na Libertadores acontece às 21h30 (de Brasília), no Estádio Parque Alfredo Victor Viera, em Montevidéu.

Do outro lado deste confronto, o Liverpool (URU) foi figurinha fácil nas últimas Copas Sul-Americanas, mas neste ano "optou" pela Libertadores em um curioso processo de escolha por parte da Federação Uruguaia -o time podia agarrar a vaga na pré ou arriscar e tentar vaga direta por meio do torneio nacional em curso. 

O time é jovem e sem grandes estrelas, sendo líder invicto do Uruguaio graças ao faro de gols do atacante Ignacio Ramírez. É a segunda participação do clube na história da competição.

Os jogos de ida da primeira fase da Libertadores:

Liverpool (URU) x Universidad Católica (EQU)

Hoje (23), às 21h30 (de Brasília)

Transmissão do Fox Sports

César Vallejo (PER) x Caracas (VEN)

Amanhã (24), às 19h15 (de Brasília)

Transmissão do Fox Sports

Em meio à pandemia, as autoridades locais chegaram a discutir a viabilidade de este jogo ser mesmo no Peru, mas acabaram por liberar o evento no Estádio Monumental de Lima -palco da final da Libertadores de 2019.

Foi a primeira autorização deste tipo no ano, visto que o campeonato local começa apenas em março. 

O César Vallejo terminou 2020 em alta, enquanto o Caracas (VEN) deixou escapar a vaga na final do Venezuelano e também perdeu a disputa pelo terceiro lugar.

Royal Pari (BOL) x Guaraní (PAR)

Quarta (24), às 21h30

Sem transmissão no Brasil

O Guaraní (PAR) se tornou presença frequente nas últimas edições da Libertadores e na edição passada saiu da primeira fase para chegar até as oitavas, em campanha cheia de brasileiros -eliminou o Corinthians, enfrentou o Palmeiras e caiu para o Grêmio. 

Desta vez, o time paraguaio dá as boas-vindas ao estreante Royal Pari, que disputa o torneio pela primeira vez em sua curta história: foi fundado em 2002, chegou à elite boliviana em 2017 e na última edição do nacional disputou o título até a penúltima rodada.

ARTHUR SANDES
SÃO PAULO, SP (UOL-FOLHAPRESS) 

Imprimir