Cidadeverde.com
Últimas

Fila de espera por leitos clínicos diminui após recesso sanitário no Piauí

Imprimir

Foto: Roberta Aline/ Cidadeverde.com

O recesso sanitário no Piauí vem impactando positivamente na ocupação de leitos. O presidente da Fundação Municipal de Saúde (FMS), Gilberto Albuquerque, avalia que as medidas de isolamento social mais restritivas de combate à Covid-19 mostram resultados positivos em relação à ocupação de leitos clínicos. Por outro lado, a fila de espera por uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) continua preocupante e a média tem sido de quatro a seis dias. 

"Leitos clínicos estão com fila bem menor. UTI demora mais um pouco e a resposta vem depois de 15 dias. Ainda temos 75 pacientes na fila de UTI. A demora é de quatro a seis dias", disse o presidente da FMS. 

Atualmente, o Piauí segue medidas de isolamento mais rígidas que foram impostas por meio de decreto estadual. O recesso sanitário de dez dias se estende até este domingo (04). Desde a semana passada, há a antecipação de feriados e restrição de atividade esconômicas para barrar o avanço da doença. 

Neste sábado (03), o governador Wellington Dias se reúne com membros do Comitê de Operações Emergenciais (COE) Ampliado para definir novas regras. No estado são contabilizados 35 mortes, em média, pela Covid-19, nas últimas semanas. Março foi considerado o mês mais letal desde o início da pandemia. 


Graciane Sousa
[email protected]

Imprimir