Cidadeverde.com
Esporte

Em jogo equilibrado, São Paulo bate Red Bull Bragantino com gol contra

Imprimir

O São Paulo venceu mais uma no Paulistão. Fez 1 a 0 no Red Bull Bragantino, na noite desta segunda-feira, no Morumbi, acabou com a invencibilidade do time de interior e chegou aos 13 pontos no Grupo B, seis a mais que a Ferroviária. O Bragantino lidera o Grupo C, com 11 pontos.

Foto - Rubens Chiri / saopaulofc.net

Com as duas equipes bem armadas, São Paulo e Bragantino fizeram um jogo bastante equilibrado. Com três zagueiros, mas com os dois laterais posicionados como ala, o São Paulo tentava explorar os flancos, mas o time do interior fechava bem os espaços.

O time tocava bastante a bola, mas não conseguia jogar com a rapidez que o técnico Hernán Crespo deseja.

O Bragantino também optava pelos toques e procurava jogar com rapidez, mas a pressão do São Paulo na marcação, sobretudo a partir do meio-campo, impedia o complemento das jogadas.

Com isso, e com os homens de maior criatividade das equipes, Claudinho e Daniel Alves, com dificuldades, as jogadas mais perigosas dependiam de erros do adversário.

Ainda assim, chances de gol eram raras. A primeira mais contundente do São Paulo, por exemplo, saiu apenas os 23 minutos Após erro de Vitinho, que afastou mal a bola, Arboleda serviu Pablo, que chutou à esquerda de Cleiton.

Crespo inverteu o posicionamento de Rojas, colocando-o pela esquerda na metade da etapa, mas o atacante continuava sendo bem bloqueado pela defesa do Braga. Apesar disso, ele ainda aparecia como a melhor alternativa ofensiva do São Paulo, apoiado pelos avanços de Reinaldo.

Se o São Paulo só concluiu com perigo aos 23 minutos, o Braga só incomodou Tiago Volpi aos 34. Claudinho bateu cruzado e o goleiro abafou, depois de indecisão da defesa do time da casa.

Nos minutos finais da etapa, explorando quase sempre o lado esquerdo, o São Paulo forçou mais e teve boas chances com Igor Vinícius (Cleiton conseguiu desviar) e Pablo, mas não conseguiu chegar ao gol.

O São Paulo voltou com Luciano no lugar de Rojas no segundo tempo, e a movimentação do atacante, aliada ao fato de Daniel Alves jogar um pouco mais centralizado, deu mais opções ao time, que cresceu. 

Aos 7, Luciano marcou, mas o VAR constatou que ele estava impedido. O Bragantino também chegou. Aos 16, Ytalo quase surpreendeu Volpi, batendo de fora da área depois de um erro na saída de bola são-paulina.

Mas foi o São Paulo que acabou saindo na frente, graças a um gol contra, em falha do goleiro Cleiton, aos 25 minutos. Reinaldo cruzou forte à meia altura da esquerda, Cleiton se assustou com a presença de Eder e espalmou a bola na direção de Léo Ortiz. A bola bateu no zagueiro e entrou.

Nos 10 minutos finais, o São Paulo recuou e o Bragantino se lançou ao ataque em busca do empate. Rondou a área são-paulina, mas seus chutes eram sempre bloqueados.O São Paulo, assim, obteve mais uma vitória.

Fonte: Estadão Conteúdo

Imprimir