Cidadeverde.com
Esporte

F1: Verstappen vence GP tumultuado e com erro de Hamilton em Ímola

Imprimir

Numa corrida em que Lewis Hamilton errou e precisou fazer uma prova de recuperação, Max Verstappen, da Red Bull, venceu o GP de Emilia Romagna neste domingo (18), na Itália, praticamente de ponta à ponta.

O holandês foi quem melhor se saiu nas condições de pista molhada encontrada pelos pilotos em Ímola. Até o heptacampeão cometeu uma falha, que lhe custou a chance de brigar pela vitória.

Mesmo assim, o piloto da Mercedes conseguiu se recuperar e, após cair para a nona posição depois de sair da pista e danificar o carro, ele foi buscar o pódio e terminou em segundo. Lando Norris, da McLaren, foi o terceiro.

Os carros da Ferrari também andaram bem na Itália. Leclerc e Sainz terminaram a prova na quarta e quinta colocação, respectivamente.

Logo na largada, porém, Verstappen foi quem mostrou que faria uma corrida à parte. Ele ultrapassou o companheiro de equipe Sergio Pérez e Lewis Hamilton, o pole do dia, antes de completar a primeira volta.

Nem a paralisação da prova, na 32ª volta, prejudicou a estratégia do holandês. A corrida ficou suspensa por cerca de 20 minutos para que os comissários pudessem limpar a pista depois de um acidente entre Valteri Bottas, da Mercedes, e George Russell, da Williams.

O britânico errou ao tentar uma ultrapassagem e jogou o carro na direção do finlandês. Os dois bateram e os carros espalharam destroços pelo circuito.

O acidente do Bottas acabou ajudando Hamilton. Na mesma volta, momentos antes, o piloto da Mercedes errou ao tentar ultrapassar um retardatário, saiu da pista e, com o carro danificado, precisou ir aos boxes. Na sequência, a prova acabou sendo paralisada.

Assim, ele pôde concertar o carro com menor prejuízo de tempo e maior chance de se recuperar na prova.

O inglês retomou a corrida em nono, mas conseguiu ganhar posições até voltar à briga pelo pódio. Além disso, ele ainda fez a melhor volta da corrida, o que lhe garantiu manter a primeira posição no Mundial de Pilotos.

Agora, o heptacampeão soma 44 pontos, um a mais do que Verstappen (43), justamente por ter ganhado um ponto por ter feito a volta mais rápida na Itália. A próxima etapa da F1 será o GP de Portugal, no dia 2 de maio.

CONFIRA A CLASSIFICAÇÃO DO GP

1º - Max Verstappen (HOL/Red Bull Racing)
2º - Lewis Hamilton (ING/Mercedes): +22s
3º - Lando Norris (ING/McLaren): +23s702
4º - Charles Leclerc (MON/Ferrari): +25s579
5º - Carlos Sainz Jr (ESP/Ferrari): +27s036
6º - Daniel Ricciardo (AUS/McLaren): +51s220
7º - Lance Stroll (CAN/Aston Martin): +51s909
8º - Pierre Gasly (FRA/AlphaTauri): +52s818
9º - Kimi Raikkonen (FIN/Alfa Romeo): +64s773
10º - Esteban Occon (FRA/Alpine): +65s704
11º - Fernando Alonso (ESP/Alpine): +66s561
12º - Sergio Perez (MEX/Red Bull Racing): 67s151
13º - Yuki Tsunoda (JAP/AlphaTauri): +73s184
14º - Antonio Giovinazzi (ITA/Alfa Romeo): +1 volta
15º - Mick Schumacher (ALE/Haas): +2 voltas
16º - Nikita Mazepin (RUS/Haas): +2 voltas

Não completaram:

- Sebastian Vettel (ALE/Aston Martin)
- Valtteri Bottas (FIN/Mercedes)
- George Russell (ING/Williams)
- Nicholas Latifi (CAN/Williams)

LUCIANO TRINDADE
SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS)

Imprimir