Cidadeverde.com
Geral

Corpo achado em cova rasa era de adolescente sequestrada em Teresina

Imprimir

 

Matéria atualizada às 17h25

O corpo encontrado, neste domingo (25), em uma cova rasa na região da Santa Maria, era da adolescente Tatiana Graziele Santos Rodrigues, 16 anos, que estava desaparecida há cinco dias após ter sido sequestrada, supostamente, por membros de uma facção criminosa.

O reconhecimento do corpo foi feito pela própria mãe da vítima que, inclusive, havia registrado boletim de ocorrência pelo desaparecimento. Uma tatuagem no braço também indicou que o corpo se tratava da adolescente. 

Antes de ser morta, a vítima teria sido torturada. Um vídeo, que circulou pelas redes sociais, mostra a garota em poder de criminosos. Nas imagens, um dos suspeitos diz: "olha aí meus irmãos, a Grazi aí, lá do Torquato Neto", enquanto a vítima aparece subjugada e com o rosto lesionado. 

A causa da morte ainda é desconhecida. O corpo não tinha marca aparente de perfuração. O caso segue em investigação no DHPP. Um dos suspeitos de participação no crime é um ex-namorado da vítima.

Foto: reprodução WhatsApp

 

Matéria publicada às 15h18

O corpo de uma mulher foi encontrado enterrado em uma cova rasa às margens do Rio Poti, por trás do assentamento Lindalma Soares, região Santa Maria da Codipi, na zona Norte de Teresina. Equipes do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) estão no local e a suspeita é que a vítima seja a adolescente de 16 anos que estava desaparecida e teria sido sequestrada por membros de uma facção criminosa.

Até às 14h50, o corpo ainda não havia sido completamente desenterrado. Apenas era possível visualizar a mão de uma mulher e outra parte do corpo com uma tatuagem. 

Peritos do Instituto de Criminalística também foram acionados, além da Polícia Militar e o Instituto Médico Legal (IML). 

 

SEGUNDO CORPO NESTE DOMINGO

Neste domingo (25), o corpo de um homem- ainda sem identificação- foi encontrado enrolado em um saco plástico amarrado, próximo ao Mercado Peixe, na zona Sudeste de Teresina. 

Foto: reprodução WhatsApp

 

Graciane Sousa
[email protected]

Imprimir