Cidadeverde.com
Últimas

Secretário pede que donos de bares fiscalizem estabelecimentos para evitar aglomeração

Imprimir

 

Ao comentar o novo decreto com medidas restritivas, anunciado ontem (10) pela Prefeitura de Teresina, o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Marcelo Eulálio, destacou a importância da colaboração dos donos de bares e restaurantes para o cumprimento das novas regras. Ele alerta que é importante evitar excessos e aglomerações, como as registradas em alguns locais durante o último final de semana. 

"A gente pede, encarecidamente, a colaboração da população. Que cada proprietário de bar e restaurante seja fiscal do seu estabelecimento para que não se repita situações como as que ocorreram neste final de semana. Precisamos trabalhar no sentido de manter essa estabilidade, de fazer com que essa crise se estabilize de modo a permitir que outras atividades econômicas também possam ser favorecidas nos próximos decretos", destacou o secretário. 

Pelo novo decreto, bares e restaurantes poderão funcionar com som mecânico, instrumental ou apresentação de músicos, de 10 a 14 de maio, até às 23h.  Já no dia 15, esses estabelecimentos poderão funcionar com som mecânico, instrumental ou apresentação de músicos somente até às 20h, sendo permitida a apresentação de som mecânico até às 23h, desde que não gerem aglomerações.

Já as lojas do comércio da capital estão autorizadas a funcionar por 9 horas diárias. Os shoppings abrem das 10h às 22h. Os bares e restaurantes também poderão funcionar até às 23h. No domingo, 16 de maio, o funcionamento do comércio se dará apenas por delivery ou drive-thru.

Ainda de acordo com o secretário de Desenvolvimento Econômico, os trabalhos de fiscalização devem ser reforçados nos próximos dias para garantir o cumprimento das medidas estabelecidas no texto do decreto. 

"Haverá uma intensificação  da fiscalização, no sentido de cumprimento das regras de prevenção e combate ao coronavírus. A gente pede que a população faça o uso de máscaras, a higienização das mãos, o distanciamento social, de modo que a situação melhore ainda mais e que outras atividades sejam contempladas", orientou Marcelo Eulálio.


Natanael Souza
[email protected] 

 

Imprimir