Cidadeverde.com
Geral

Com baixa cobertura, FMS amplia público para vacinação contra gripe

Imprimir

Com a baixa procura pelos primeiros grupos prioritários, a vacinação contra a influenza (gripe) será ampliada em Teresina nesta semana. A Fundação Municipal de Saúde (FMS) vai disponibilizar a vacina às pessoas com comorbidades, com deficiência permanente, caminhoneiros, trabalhadores do transporte coletivo, profissionais da Força de Segurança e Salvamento, dentre outros, como os privados de liberdade e os trabalhadores dos locais de aprisionamento. 

A aplicação das vacinas acontece nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) sem atendimento Covid-19. Não é preciso agendamento. 

Zona Leste: referência UBS Santa Isabel
Zona Sudeste: referência UBS Renascença
Zona Norte: referência Lineu Araújo, no Centro
Zona Sul: referência UBS Saci 

A vacinação contra a gripe continua para as crianças de seis meses a menores de 5 anos, gestantes, puérperas, trabalhadores da saúde, idosos e professores. 

“Todas essas pessoas podem procurar as UBS no turno da manhã ou da tarde, sem a necessidade de agendamento prévio”, diz Adriana Sávia, que é coordenadora da Campanha de Vacinação Contra a Gripe da FMS.

Adriana fala sobre a baixa cobertura vacinal em Teresina. “Por categoria, o público que nós conseguimos até agora a melhor cobertura foi das crianças com 67%. Os idosos com 65%. Todos os outros grupos estão abaixo de 55%.  Nesse instante, a nossa avaliação é ruim porque o Ministério da Saúde preconiza que vacinemos pelo menos 95% de cada uma das categorias para que possamos ter uma vacinação homogenia”.

A coordenadora pede que as pessoas já inseridas no público-alvo compareçam aos postos de vacinação. “Então, ainda se faz necessário que a população procure as Unidades Básicas de Saúde porque a gripe assim como a covid é uma doença que pode se agravar. E, se agravando, pode levar ao óbito. Precisamos vacinar pelo menos 95% de cada um dos grupos. Essa vacina já tem eficácia comprovada. Vacinas nós temos em quantidade suficiente”. 

 

 

Carlienne Carpaso
[email protected] 

Imprimir