Cidadeverde.com
Esporte

Irregular, Vasco repete escalação apenas três vezes na temporada

Imprimir

Mesmo com o Vasco próximo ao G-4 da Série B do Campeonato Brasileiro, a campanha irregular do time, ainda sem emendar duas vitórias consecutivas na competição, fomenta questionamentos sobre o técnico Marcelo Cabo.

A instabilidade aparece não só nos resultados, mas também nas escalações. O treinador ainda faz experimentos e, seja por conta de desfalques ou opções táticas, só repetiu os titulares de uma partida para a seguinte em apenas três ocasiões em sua passagem pelo Vasco.

A primeira vez que isso ocorreu foi logo em seu início no clube, mais precisamente na segunda e terceira partidas dele, quando manteve os mesmos 11 jogadores nos empates contra a Caldense, pela Copa do Brasil, e diante do Botafogo, no Campeonato Carioca.

Em seguida, ele repetiu as escalações nas vitórias sobre o Tombense pela Copa do Brasil e no 3 a 1 sobre o Flamengo, considerado o melhor jogo do Vasco na temporada. Já no início do mês passado, manteve os titulares entre a vitória sobre o Boavista pela Copa do Brasil e empate com a Ponte Preta na Série B.

Apesar da irregularidade e da desconfiança que ainda paira sobre o seu trabalho, Cabo disse acreditar que o time tem apresentado evolução: "Nosso modelo de jogo deixou a equipe um pouco mais agrupada. Temos jogado mais próximos, o meio-campo é um fator importante, e ganhamos sustentação defensiva".

O treinador ainda ponderou que, nas duas derrotas recentes, o Vasco teve jogadores expulsos -em uma delas, no entanto, contra o Cruzeiro, o adversário levou um cartão vermelho no mesmo lance. "Poderíamos ter uma sequência melhor se não fossem essas expulsões", disse após vencer o Confiança no sábado (3).

Em relação ao triunfo recente, o Vasco poderá mais uma vez deixar de repetir sua escalação, desta vez no confronto com o Sampaio Corrêa às 19h desta sexta-feira (9), novamente em São Januário, já que o técnico terá seu leque de opções ampliado por reforços caseiros.

Para a partida, o Vasco contará com o retorno de cinco jogadores que estavam suspensos: tratam-se dos volantes Bruno Gomes e Juninho -que haviam sido expulsos diante do Goiás-, além de Galarza, Morato e Léo Jabá, que cumpriram suspensão automática após o terceiro cartão amarelo.

Fonte: UOL/FOLHAPRESS

Imprimir