Cidadeverde.com
Esporte

São Paulo faz 3 fora de casa, elimina o Racing e avança na Libertadores

Imprimir

Com uma grande apresentação, o São Paulo venceu o Racing por 3 a 1 nesta terça-feira, em Buenos Aires, e garantiu vaga nas quartas de final da Copa Libertadores. Na próxima fase, o time tricolor enfrentará o vencedor do confronto entre Universidad Católica e Palmeiras. 

Foto - Felipe Espindola / saopaulofc.net

A equipe alviverde venceu o jogo de ida por 1 a 0, fora de casa, e decide a vaga nesta quarta, no Allianz Parque.

Apesar de atuar na Argentina, o São Paulo parecia estar em seu estádio. Destaque para a atuação das três novidades na escalação de Crespo: Miranda, Rigoni e o garoto Marquinhos, de apenas 18 anos.

O zagueiro foi impecável e ainda iniciou a jogada do primeiro gol. Ele roubou a bola de seu xará argentino no último minuto do primeiro tempo e deu belo lançamento para Marquinhos. 

O atacante tentou tirar do goleiro Arias, que desviou. A bola tocou na trave e sobrou nos pés de Rigoni, que mandou para as redes do Racing. O 1 a 0 no placar refletiu o que foi a primeira etapa.

Os visitantes ditaram o ritmo e poderiam até ter aberto o placar antes, caso Marquinhos tivesse tocado para Rigoni após contra-ataque.

Marquinhos parecia um veterano e acertou cabeceio na trave um pouco depois. O Racing só assustou nos 45 minutos iniciais em jogada de bola parada. Copetti desviou com perigo ao gol de Tiago Volpi.

Logo na volta do segundo tempo, o garoto revelado pelas categorias de base do São Paulo acertou a mira. Benítez deu belo lançamento entre a zaga, Marquinhos invadiu a área e tocou na saída de Arias: 2 a 0. Foi o primeiro gol do jovem no profissional do time tricolor.

O Racing se perdeu em campo. O São Paulo passou a tocar a bola com tranquilidade e chegou fácil ao terceiro. Marquinhos recebeu na esquerda e rolou para Rigoni marcar o segundo dele na partida

Com a classificação praticamente garantida, o São Paulo relaxou e tomou um susto. Javier Correa recebeu na entrada da área e bateu colocado para diminuir a vantagem.

O time argentino ainda esboçou uma reação, mas logo a equipe de Crespo tomou conta da partida novamente. Marquinhos deixou o campo para dar lugar a Reinaldo. O Racing encheu sua equipe de atacantes, mas já estava desesperado.

Nos minutos finais, o São Paulo se fechou em seu campo de defesa Nem o contra-ataque estava tentando mais. Na base da vontade, despachava as bolas para o campo de ataque e garantiu a importante classificação para as quartas de final.

Fonte: Estadão Conteúdo

Imprimir