Cidadeverde.com
Geral

Lactantes são incluídas na vacinação e só podem tomar Pfizer ou Coronavac

Imprimir

Foto: Ascom/Sesapi

Mulheres lactantes são incluídas nos grupos prioritários da vacinação contra a Covid-19. A decisão foi anunciada na manhã desta segunda-feira (26), pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi) para o grupo que já vinha reivindicando a imunização

De acordo com Ministério da Saúde, essas mulheres só podem receber doses da Pfizer e Coronavac/Butantan. Além disso, lactantes que forem vacinadas contra a Covid-19 não precisam interromper o aleitamento materno por conta do imunizante, uma vez que não há evidências de riscos para a saúde do bebê, conforme recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS). A doação de leite materno também é permitida.

As lactantes foram inseridas nos grupos de vacinação contra a doença após resolução da Comissão Intergestora Bipartite (CIB). As vacinas destinadas a essas mulheres serão inseridas nos 30% dos grupos prioritários.

“É uma vitória a inserção dessas mulheres na vacinação do Piauí, sabemos da luta desse grupo e trabalhamos junto com a CIB para essa aprovação”, destaca o secretário de Estado da Saúde, Florentino Neto. 

Segundo a Coordenadora Estadual de Imunização, Bárbara Pinheiro, cada município deve estabelecer a prioridade para a vacinação de acordo com comorbidade ou período de amamentação. 

"São consideradas lactantes, segundo o caderno de alimentação infantil do Ministério da Saúde, mulheres que amamentam bebês de 0 a 24 meses, podendo ser até mais. Ficando a critério do município estabelecer a prioridade para vacinação sendo comorbidades ou período de amamentação do mais recente para o mais tardio”, explica Bárbara Pinheiro.

Mulheres gestantes e puérperas com ou sem comorbidades já iniciaram seu calendário vacinal em Teresina. A aplicação da dose ocorreu na última quinta-feira (22) na capital. 

Rebeca Lima com informações da Sesapi
redaçã[email protected]

 

 

Imprimir