Cidadeverde.com
Política

Relator da CPI diz que relatório poderá ser entregue até o final de agosto

Imprimir

Foto: RobertaAline/CidadeVerde.com

O relator da CPI do Transporte, vereador Enzo Samuel, afirma que a comissão trabalha para concluir o relatório até o final do mês de agosto. Segundo ele, os vereadores que integram o grupo não pararam durante o recesso e analisam os documentos recebidos pela CPI. 

“Queremos concluir em agosto. Agora tudo depende de como será a análise do que foi encontrado nos depoimentos e documentos. Posso entender que é necessário escutar mais alguém, isso requer um prazo. Posso entender que tenho que solicitar novos documentos, requer tempo pra poder fazer um ofício, como requer prazo para que a outra parte possa encaminhar esses documentos até a CPI. Tudo isso depende das análises”, destaca.

A CPI também analisa a possibilidade de convocar novos depoimentos com base nas informações recebidas até o momento. 
“Durante o recesso, praticamente não paramos e continuamos trabalhando dentro da CPI onde houve a análise de documentos recebidos, assim como, os depoimentos. Para que possamos começar a criar o relatório. Esperamos que na volta do recesso possamos concluir o relatório o quanto antes. Tudo isso depende das análises. Diante de uma análise mais minuciosa podemos entender que há necessidade de novos depoimentos, citar novos documentos. Tudo isso dentro da legalidade requer prazo. Acima de tudo sei que a celeridade é importante, mas o respeito a legalidade é de suma importância. Mas dizer a todos que a comissão vai trabalhar para que possamos concluir esse relatório o quanto antes”, destaca.

Enzo afirma que a CPI deve apresentar resultados para ajudar a prefeitura a buscar uma solução para a crise. 
 “Como a análise começou agora, tudo é analisado com muita cautela. Buscamos saber realmente o que provocou esse caos no sistema de transporte e qual será a saída para resolver esse problema. É muito complexo resolver esse problema do transporte público. É um problema das grandes capitais. Fazemos as análises com cuidado para saber o que ocasionou o colapso e saber o que  será a melhor saída”, afirmou. 

 

Lídia Brito
[email protected]

 

Imprimir