Cidadeverde.com
Esporte

Atlético-MG vence o Juventude, passa o Palmeiras e vira líder do Brasileiro

Imprimir

O Atlético-MG tinha a oportunidade de assumir a liderança do Campeonato Brasileiro, quase desperdiçou a chance, mas incorporou uma frase de seu hino "forte e vingador" e virou o placar para cima do Juventude na tarde deste domingo (8), no estádio Alfredo Jaconi, na 16ª rodada. 

Foto - Pedro Souza - Atlético-MG

Paulinho Bóia até abriu o placar para o time gaúcho, mas Hulk e Nathan Silva garantiram a vitória para a equipe atleticana.

O resultado de 2 a 1 fez o Alvinegro ultrapassar o Palmeiras na tabela de classificação, já que o Verdão perdeu ontem para o Fortaleza [3 a 2], no Allianz Parque.

O Alvinegro voltou a vencer após ter perdido para o Bahia na quarta-feira passada. Naquela ocasião o jogo era válido pela Copa do Brasil, e o time de Cuca, mesmo com o revés, passou de fase - e enfrentará o Fluminense nas quartas de final.

O próximo compromisso do Atlético-MG é contra o River Plate (ARG), nesta quarta-feira (11), às 21h30, válido pela ida das quartas de final da Copa Libertadores. A partida será disputada no Monumental de Núñez, em Buenos Aires. 

Já o Juventude só volta a jogar no fim de semana que vem, quando visitará o Red Bull Bragantino, no sábado (14), às 17h, no Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista, pela 16ª rodada do Brasileirão.

JOGO

O Atlético-MG sabia da importância do jogo pelas pretensões do clube no Brasileirão e até teve mais volume que o Juventude, mas apresentou enorme dificuldade com a marcação dos gaúchos. 

As jogadas do Galo eram construídas mais pelas laterais, já que o meio de campo estava bastante congestionado.

O primeiro tempo foi bem morno, sem nenhuma defesa de ambos os goleiros, Marcelo Carné e Everson. Entretanto, nos primeiros 45 minutos o arqueiro da equipe de Caxias do Sul passou ileso, diferentemente do atleticano.

Paulinho Bóia mexeu primeiro no placar após revisão do VAR e deixou o Juventude em vantagem para o segundo tempo.

Se a estratégia da equipe de Marquinhos Santos era esperar o adversário e jogar por uma bola, tudo indicava que no segundo tempo a equipe verde não iria se arriscar muito. E não foi diferente.

O Atlético-MG aumentou a pressão, passou a jogar de forma ainda mais ofensiva, ocupou bastante o campo ofensivo, mas desperdiçou inúmeras oportunidades, até que conseguiu o empate.

Saiu dos pés dele, o astro atleticano, Hulk, que fez o seu 17ª gol na temporada. Nathan Silva ainda virou o placar, que fez o Galo chegar à liderança do Brasileirão.

Fonte: UOL/FOLHAPRESS

Imprimir