Cidadeverde.com
Geral

Ministério deve se manifestar sobre doses extras, diz Gilberto Albuquerque

Imprimir
Foto: Roberta Aline/Cidadeverde.com 
 
 
O presidente da Fundação Municipal de Saúde, Gilberto Albuquerque, informou que o Ministério da Saúde deve se manifestar nas próximas horas sobre o pedido de doses extras de vacinas contra a covid-19 para Teresina feito pela prefeitura. A expectativa do gestor é que o pedido seja atendido para viabilizar a redução da faixa etária na campanha de vacinação. 
 
"Nós pedimos ali 50 mil doses, no intuito da gente chegar aos 30 anos de idade, que eu acho que para nós seria coerente. Estamos esperando a resposta do Ministério da Saúde para ver se isso vai ser atendido e a possa gente adequar a vacinação na nossa capital", informou Gilberto Albuquerque. 
 
Um dos argumentos utilizados pelo presidente da FMS é os recente registro de casos da variante Delta nos estados do Ceará e Maranhão, que possuem ligação forte com a capital piauiense. Ele ainda destaca que Teresina aplica atualmente menos doses/dia do que a capacidade das equipes.
 
"Nós não guardamos vacina, toda vacina que chega a gente administra logo. Espero que a gente seja atendido, porque estamos bem no meio do Maranhão e do Ceará, com essa expansão dessa variante Delta. A gente precisa ter muito cuidado", alertou Gilberto. 
 
Nas últimas semanas, a Fundação Municipal de Saúde passou a destacar que somente com o envio de mais doses será possível reduzir as faixas etárias e alcançar outras capitais do nordeste, que já vacinam pessoas com menos de 30 anos. As declarações foram dadas em resposta às cobranças feitas por teresinenses através das redes sociais, que apontavam lentidão na campanha de vacinação na capital. 
 
 
Natanael Souza
 
 
Imprimir