Cidadeverde.com
Entretenimento

Com Covid-19, Felipe Neto fala sobre efeitos da doença

Imprimir

O influenciador digital Felipe Neto, 33, usou suas redes sociais para falar como está passando pelo período em que manifesta os sintomas de Covid-19. Em uma sequência de stories no Instagram, Neto falou sobre a doença e seus efeitos no organismo.

"Parece uma montanha-russa, mesmo. Eu estou com um efeito colateral, que eu procurei e parece que não tem muito, que não acontece muito, que é insônia. Eu estou tendo muita dificuldade para dormir. Eu fui dormir 6h da manhã. E, assim, tentando, como se eu tivesse ficado fazendo alguma coisa até 6h da manhã", falou o influencer.

Neto ainda comentou que precisou tomar medicação para dormir. Com isso, continua, acabou acordando às 16h.

"Tô lidando. É isso. Tô tomando remédio quando eu sinto algum sintoma, fazendo lavagem das vias nasais... Tô com um pouco de dor de cabeça agora, provavelmente por ter dormido muito em horário errado, e, vambora", disse Neto.

O influenciador ainda disse estar otimista que irá se recuperar logo. "Eu espero, amanhã, começar de vez a recuperação. Amanhã é quando a carga viral, a partir do nono dia, começa a despencar. Ai ai...", falou.

INFECTADO

Felipe Neto anunciou na quarta-feira (11) que recebeu diagnóstico positivo para a Covid-19. O influenciador digital, que chegou a mostrar a realização do teste nas redes sociais, se mostrou surpreso com a infecção.

"Infelizmente estou com Covid", disse nas redes sociais. "Faço exames semanais para checagem e hoje veio o positivo. Minha única quebra de isolamento, desde dezembro, foi para tomar a primeira dose da vacina. Infelizmente, o vírus chega por todos os lugares."

Em dezembro, Neto foi flagrado jogando futebol com amigos, o que gerou muitas críticas, uma vez que ele era um ferrenho defensor do isolamento social. Na época, ele usou as redes sociais para se desculpar.

Ele afirmou que não sabe como se contagiou agora, mesmo sem sair de casa. "Não tem como saber e não adianta nada ficar procurando", disse.

 

Folhapress

Imprimir