Cidadeverde.com
Esporte

Na rabeira da Série B, Cruzeiro visita o Náutico no desfecho do 1º turno

Imprimir

O Cruzeiro está perto de finalizar o primeiro turno da Série B do Campeonato Brasileiro de 2021 com uma realidade triste para o seu torcedor: mais perto da luta contra o rebaixamento do que brigando pelo acesso à Primeira Divisão. 

 Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro

Há 56 rodadas sem figurar dentro do G-4 -toda a competição do ano passado e praticamente a metade da atual-, a Raposa convive com problemas que fizeram o time ficar em desvantagem no placar mais vezes do que em vantagem nas partidas.

No fechamento da primeira metade da competição, o Cruzeiro enfrenta o Náutico, nesta terça-feira (17), às 19h, no estádio dos Aflitos, em Recife. Os pernambucanos, que chegaram a liderar a competição, perderam força nas últimas rodadas e estão na sexta colocação. 

Há cinco jogos o Timbu não sabe o que é vencer e vem de quatro derrotas seguidas. O Cruzeiro, que vem de dois empates, é o 16º, com 18 pontos.

Um dos calcanhares de Aquiles tem sido o sistema defensivo. No terceiro técnico no ano, agora com Vanderlei Luxemburgo no comando [que assumiu após Felipe Conceição e Mozart], o time celeste fez três jogos, alcançando dois empates e uma vitória. E em todas essas partidas a equipe começou perdendo. O que foi uma tônica na primeira metade desta Série B.

Nos 18 jogos realizados até aqui, o Cruzeiro só ganhou uma partida "de ponta a ponta" - após sair na frente do marcador - , contra a Ponte Preta.

Nos outros jogos a vida da Raposa se resumiu da seguinte forma: começou atrás no placar em 12 [perdendo cinco, empatando outros cinco e saindo vencedor apenas em duas], empatou três [sem gols], empatou um jogo em que saiu vencendo, e levou a virada em outro.

Após o empate em 1 a 1 com o Sampaio Corrêa, no último sábado, em que o Cruzeiro novamente começou perdendo e precisou correr para encerrar a desvantagem, Vanderlei Luxemburgo disse que precisa corrigir a questão dos erros individuais para mudar esse cenário no clube.

"Erros individuais [que fazem o time sair atrás no placar]. Se você pegar coletivamente, a equipe jogou com o domínio do jogo [contra o Sampaio Corrêa], mas tivemos erros individuais. 

Isso é ruim no futebol porque o erro quando você está jogando muito bem, de repente toma um gol e esculhamba momentaneamente, mas nós conseguimos manter a tranquilidade e equilíbrio para continuar jogando. 

São os erros individuais, mas sem crucificar ninguém. O futebol para alguém fazer alguma coisa tem que ter ou virtude ou erro, então a gente entende que faz parte do futebol", destacou.

Para encarar o Náutico, o Cruzeiro terá o desfalque do lateral Jean Victor, que recebeu o terceiro cartão amarelo. Em compensação, a boa notícia para Luxemburgo é o retorno do atacante Bruno José, que cumpriu suspensão automática. 

Com isso, o Cruzeiro deve ter a seguinte escalação para encarar o Náutico: Fábio; Norberto, Ramon, Eduardo Brock, Matheus Pereira; Adriano, Rômulo, Giovanni; Bruno José, Marcelo Moreno, Wellington Nem.

Fonte: Estadão Conteúdo

Imprimir