Cidadeverde.com
Últimas

Profissionais testam negativo após contato com paciente suspeito de contrair variante Delta

Imprimir

Foto: Roberta Aline/Cidadeverde.com 

A Secretaria Municipal de Saúde de São João do Piauí informou através de um boletim que todos os profissionais de saúde que tiveram contato com o paciente de iniciais J.G.A, de 69 anos, suspeito de ter contraído a variante Delta no estado de São Paulo, testaram negativo para a Covid-19.

Segundo a Secretaria, dois profissionais apresentaram sintomas gripais e devem realizar novos exames na próxima segunda-feira (23). Eles ficarão em isolamento até que sejam apresentados os resultados.

Ainda de acordo com o boletim, foram 11 profissionais de saúde testados no Centro Covid-19 de São João do Piauí, sendo seis do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e cinco do Hospital Estadual Teresinha de Nunes Barros. Os exames médicos foram realizados nessa sexta-feira (20) e serão repetidos novamente em 14 dias.

A Secretaria também informou que mantém o monitoramento das pessoas que tiveram contato com o paciente suspeito de ter a variante Delta até que seja apresentado o resultado do sequenciamento feito pela Fiocruz, atendendo aos protocolos sanitários da Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi).

O caso

Um paciente de 69 anos internado com Covid-19 em um hospital particular na zona norte de Teresina foi submetido a testes para identificar uma possível contaminação pela variante Delta do novo coronavírus, na última quarta-feira (18). A Sesapi informou que o homem, natural de São João do Piauí, já está imunizado com duas doses da vacina Coronavac e apresentou sintomas do vírus depois de participar de um curso em Ribeirão Preto (SP) onde a variante circula. 

Ainda de acordo com a Sesapi, no dia 11 de agosto o paciente apresentou tosse e deficiência respiratória, sendo encaminhado ao município de São Raimundo Nonato para fazer uma tomografia, onde o resultado apontou 25% de comprometimento pulmonar. Dia 15 de agosto ele foi encaminhado a Teresina, ainda com quadro de falta de ar, sendo internado no hospital da Unimed. 

No próprio hospital foi feita a coleta do material para PCR e encaminhado ao Lacen. A amostra foi enviada à Fiocruz para sequenciamento, como medida de segurança.

Rebeca Lima
[email protected] 

Imprimir