Cidadeverde.com
Últimas

Polícia Civil do Piauí busca ajuda do Ceará para identificar quadrilha envolvida em assalto a banco

Imprimir

Foto: Roberta Aline/Cidadeverde.com

Os suspeitos envolvidos no assalto a agência do banco Bradesco, ocorrido na madrugada dessa quarta-feira (31), no município de Castelo do Piauí, ainda se encontram foragidos na manhã desta quinta-feira (02). Segundo o secretário de Segurança Pública do Piauí, coronel Rubens Pereira, a Polícia Civil busca colaboração com a Polícia do Ceará para identificar os suspeitos.  

“Cerca de oito pessoas participaram diretamente da ação. Nós fizemos contato já com a Polícia do Ceará para essa intermediação está sendo feita pelo Serviço de Inteligência para ver se a gente identifica essas pessoas”, explica o secretário.

De acordo com o coronel Rubens Pereira, a polícia identificou duas caminhonetes utilizadas na ação que ainda não foram localizadas. Uma motocicleta, havia sido apreendida pelos policiais, mas foi constatado que o veículo não tem ligação com o assalto.  

“A informação que nós temos é que eles utilizaram duas caminhonetes, que ainda não foram localizadas. Foi encontrada uma motocicleta que a hipótese é que ela teria sido utilizada como instrumento do crime, mas essa hipótese já foi descartada”, aponta Rubens Pereira.

Ainda segundo o secretário, o último levantamento realizado pelas equipes policiais indicou que a quadrilha ainda estaria no Piauí e o cerco segue na região de São Miguel do Tapuio e Buriti dos Montes.

A Polícia ainda busca identificar quem teria fornecido informações aos suspeitos sobre o dinheiro recebido pelo banco no dia anterior da ação criminosa.  

“O crime foi feito com informações privilegiadas porque no dia anterior o banco havia recebido uma grande quantidade de dinheiro, então com certeza eles receberam informações e esse apoio também está sendo levantado pela Polícia Civil”, finaliza o secretário.

Rebeca Lima
[email protected]

Imprimir